De Jesus e por vocês, querido telespectador que está nos acompanhando neste momento. Segunda-feira, dia dezenove, estamos na terceira semana da Páscoa. A semelhança do mestre Jesus, seus discípulos enfrentam oposições e muitas vezes o sacrifício da própria vida. Ponhamos nossa confiança no bom pastor que deu a vida por suas ovelhas. Preside essa celebração, padre Alexander Dezotti. The to the por Ricardo Mari Donizete Batista e o sétimo dia de falecimento de Adão Oliveira Goulart de Parobé, no Rio Grande do Sul, também agradecendo o dom da vida e a vida matrimonial, cinquenta anos de vida matrimonial de Arivair Guido, Eunice Dalestela, da cidade de São Paulo, além de outros aniversários, dom da vida, celebrado hoje conosco nesta eucaristia. E os seus pedidos, a você que também enviou a sua intenção do nosso programa pra gente rezar junto com você, a gente coloca aqui momento, nesta nossa urna de oração, apresentando junto com os pedidos, que vamos chegando e a gente vai trazendo aqui, rezamos cem missas por você, pela sua intenção e pela sua necessidade. Iniciemos a nossa eucaristia, em nome do pai, do filho e do Espírito Santo, amém. A graça de nosso senhor Jesus Cristo, amor do pai, a comunhão e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Somos o perdão do senhor às vezes em que fomos incrédulos, as vezes infiéis diante do projeto de Deus, pedir que o senhor nos perdoe, perdoe as nossas faltas, os nossos pecados, façamos, nosso exame de consciência e com fé e piedade arrependidos, imploremos o seu perdão. A vida eterna. Amém. Oremos Ó Deus, que nos traz a luz da verdade aos que erram para retomarem, para que possam voltar ao bom caminho Concedei a todos que se gloriam da vocação cristã, rejeitaram que se opõe a este nome e abraçar quanto possa honrá-lo por nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho na unidade do Espírito Santo. Amém. Liturgia da palavra, Estevão realizou as obras de os meliantes, sua incondicional fé, naquele que o pai enviou, Jesus Cristo. Ouçamos as leituras Leitura dos atos dos apóstolos. Naqueles dias, Estevam, cheio de graça e poder fazia prodígios e grandes sinais entre o povo Mas alguns membros da chamada sinagoga dos libertos, junto com e Alexandrinos e alguns da silícia e da Ásia começaram a discutir com Estevão porém não conseguiam resistir a sabedoria e ao espírito com que ele falava. Então, subornaram alguns indivíduos que disseram, ouvimos esse homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da lei, que prenderam, Estevam e o conduziram a Sinédrio Aí, apresentaram falsas testemunhas que diziam, este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a lei. É nós o e nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir lugar ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu. Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estevão e viram seu rosto como rosto de um anjo. Palavra do senhor. Graças a Deus eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, Ensinai-me, ó, senhor, vossa vontade. o senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, proclamação do santo evangelho de Jesus Cristo, segundo São João. Glória a vós, Senhor. depois que Jesus saciaram cinco mil homens seus discípulos ouviram andando sobre o mar no dia seguinte a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos mas eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinha chegado outras barcas e tiberídes, perto do lugar onde tinham comido o pão, depois que o depois de o senhor ter dado graças Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem seus discípulos subiram as barcas e foram a procura de Jesus em Cafarnaum. Quando encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe, Rabi, quando chegastes aqui Jesus respondeu. Em verdade, em verdade, vos digo, estais me procurando porque vistes não porque vistes sinais, mas porque comer estes pão e ficastes satisfeitos esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna. E que o filho do homem vos dará pois este é quem o pai marcou com o seu selo. Então, perguntaram, que fazer para realizar as obras de Deus? Jesus respondeu, a obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou Palavra da salvação. Glória a vós senhor. Meu querido irmão, minha querida irmã, uma alegria reunimos juntos, hoje, para celebrar e rezar esta eucaristia desta segunda-feira, terceira semana do tempo da Páscoa. A gente está contemplando, né? Nessa experiência do ressuscitado na vida da comunidade. Porém, é claro, alguns dias, sobretudo, a semana, dias da semana, a gente vai rezando evangelhos, textos, eh, fatos, não é? Da vida de Jesus, que são anterior a crucificação e a ressurreição de Jesus, não é? Capítulo seis que nós tamos rezando desde a semana passada é um deles, nós vamos concluir o capítulo seis com esta eh certeza de fé que Jesus vai convidando aos poucos e mostrando as pessoas que o escutam a ter. Eu sou o pão da vida, eu sou o pão vivo, descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente, esta é a certeza que aquele Jesus que multiplicou os pães, os peixes, que saciou a fome daquela multidão. Não é apenas um homem que vai saciar só a fome material das pessoas, daquela multidão que ali está, mas é alguém que convida algo a mais, a fazer um caminho diferente, a entregar a vida ao enviado de Deus, ao messias, ao filho amado do pai. Por isso que o trecho que nós rezamos hoje nessa liturgia, Jesus vai dizer isso, vós me rurais, não porque viste sinais. E o que é que João quer dizer quando fala de sinais? Os sinais pra João é o próprio Cristo. Ele é o grande sinal, ele é o grande presente para a humanidade. Ele é o enviado de Deus, o grande sinal, não há outro sinal, por isso que Jesus, em outras situações, vai dizer, não vai ser dado outro sinal mas o grande sinal já está presente, não há outro sinal, não há outra coisa a se realizar, porque grande sinal já está presente na vida das pessoas que é Jesus porque vão até o senhor não porque estão crendo nele, percebam, mas porque quer que de novo comeram lá, sentiram fome de novo e voltam até Jesus. Olha, vão lá atrás daquele homem, que ele está lá, ele nos deu pão outro dia, vai dar de novo hoje mas fazer este caminho Não precisamos inventar nada novo, não precisamos construir ou abrir novos caminhos, como chegamos a Jesus, vamos abrindo aqui, não, Jesus já nos mostra o caminho, é por aqui que vai E por onde se chega a salvação? Por Jesus, acrediteis que naquele que ele enviou. Esta é, este é o grande sinal isso que esse tempo da Páscoa nós tamos rezando capítulo seis de João e vamos rezar por mais alguns dias ainda, João quer dizer, não é? O grande sinal já está presente, é preciso que acreditemos, por isso que o salmo de hoje é tão bonito, eu gosto muito desse Salmo de hoje, né? O Salmo cento e dizoitu que a gente rezou, feliz é quem na lei do senhor Deus vai progredindo, perceba a profundidade dessa, desse refrão, não é? Aquele que crê no senhor vai avançando, venciar nesta certeza, não significa que a gente nunca vai ter problema, nunca vai ter dificuldade, nunca vai passar por desânimo, por tribulações não significa isso Ah, eu nunca creio em Deus, nunca vou viver nada de problema, porque agora eu creio o senhor. Não, vamos ter. E aí, a gente olha primeiro a leitura de hoje, a figura de Estevão, né? de alguém que professa uma fé, sabe que o ressuscitado é o seu senhor sabe que ele é quem deve anunciar a presença do ressuscitado, fala com convicção, a ponto das pessoas se espantarem com que Estevão está falando e o comentário ali no Sinédro, né? Dentro da Sinagoga ali, é isso, não é? Os grandes prodígios e milagre, ou melhor, os grandes prodígios de sinais que ele realiza no meio do povo, claro, ele é instrumento, não é? Quem realiza é o senhor, é Jesus, é o ressuscitado. E o ali, é isso, como ele realiza isso? Como ele pode? Por que? O centro da fé e a unção de Estevão é Jesus O ressuscitado é o centro do anúncio de Estevão, Como foi, lemos semana passada, a gente rezou, Pedro, que fala também, Pedro e João, não é? O centro da comunidade, o centro do anúncio, o ardor, o vigor, o entusiasmo do anúncio dos discípulos, dos apóstolos, é o Cristo, não há outro por isso as pessoas se espantam com os milagres, com os sinais, com os prodígios que se realiza Talvez hoje a gente está vendo Jesus mas não crê no senhor, não é? Talvez a gente vê o senhor, experimenta a sua presença pela palavra, pela eucaristia na nossa vida, mas não crê qualquer vento já nos leva pra tantos lugares, pra tantas opções, achamos que por ali o senhor vamos encontrar o senhor, vamos abrindo outros caminhos, né? Jesus já nos mostrou, não é? e quando a gente reza esse tempo da Páscoa, é uma graça pra nós podermos contemplar isso podemos olhar para este Jesus e renovar esta certeza, e o mais importante lembro sempre, falava isso agora lá no nosso programa, não é? É viver a cada dia com esta esperança progredir na vida é isso é o hoje ser melhor que ontem, o hoje fazer melhor que ontem Talvez ontem eu falei alguma coisa um pouquinho mais amargo, mais ríspido com alguém, não é? Seja dentro da minha casa ou não, hoje eu posso se fazer melhor, eu posso não ser tão amargo assim hoje, falar não tão áspero ou ríspido assim hoje a progressão faz que eu vá crescendo na fé como aquele que crê verdadeiramente no senhor e vá melhorando na vida, não adianta eu crer no senhor, mas não testemunhar com esse entusiasmo que o senhor vai mudando a minha vida Não vou não vou conseguir testemunhar, não é? Aquilo que Estevão faz, aquilo que Pedro fez, aquilo que os discípulos vão fazendo. É testemunhar o que o senhor modificou, e é bonito o tempo da Páscoa, o tempo da Páscoa quando a gente vai olhando isso na vida dos discípulos não vão tentando convencer quem o está ouvindo sobre a ressurreição, explicando racionalmente como Jesus ressuscitou, mas vão testemunhando o que o ressuscitado fez aparece a eles o evangelho da missa de ontem, não é? Quando Jesus aparece aqueles discípulos, diz a eles, tocai em mim e vede Então, a alegria daquele que toca e depois vai dizer aos outros, não no intuito de convencimento racional da ressurreição. Mas no intuito do testemunho daquilo que Jesus fez, abafado estava o meu crer, mas quando Jesus apareceu, renovei de novo esta esperança, porque o senhor, de fato, está vivo me reanimou, me entusiasmou, me motivou a continuar o caminho. Talvez eu tinha me esquecido, aliás, ontem o evangelho Jesus lembra, né? O último versículo do evangelho, era isso, não é? Jesus lembrando aos a esses discípulos o que eles se esqueceram, quando Jesus o texto falava que Jesus abriu a inteligência deles, não é? Pra dizer, olha, lembrem-se o que eu disse e lembrando do que eu disse, vendo a minha presença diante de vós que vocês são testemunhas. E o último versículo do evangelho de ontem, era vós sereis testemunhas de tudo isso. não é pra convencer o outro racionalmente, mas é pra fazer com que ele creia. E aí é o último versículo do evangelho de hoje, olha que maravilha, não é? Creia naquele que Deus enviou, crê no senhor Dizemos esta graça, meu querido irmão, minha querida irmã, Jenesta eucaristia, nós, a mim, a você, que a gente renove isso, progrida na fé, porque de fato o é a razão da nossa vida, porque de fato nós cremos que ele vai transformando nosso coração e somos pros outros testemunhas disso, daquilo que o senhor realiza em nós e que a gente testemunha pros nossos irmãos e irmãs. Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado. Juntos vamos professar, desculpa, juntos vamos apresentar ao senhor, os nossos pedidos e as nossas necessidades. A respostas das preces será, senhor, escutai a nossa prece. Senhor escutai a nossa prece pelos líderes da igreja para que sejam misericordiosos com os que erram e os ajudem a voltar ao bom caminho, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece pelos chefes de poderes públicos, para que na administração a eles confiada, encaminhem obra úteis para a população Rezemos. Senhor, escutai a nossa prece, por todos os cristão para que sejam no mundo testemunha do Cristo ressuscitado rezemos. Senhor escutai a nossa prece. Por todos nós, para que, mediante a prática da nossa fé, sejamos sinais fecundos da presença e do dinamismo do reino de Deus, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece Acolhei ao pai com bondade, os nossos pedidos e necessidades que com fé, confiança vos Cristo nosso senhor. Amém. Acompanha o vinho no altar, a nossa vida oferecida neste nosso ofertório enquanto cantamos. esteja convosco. Ele está no meio de nós. Corações ao alto. O nosso coração está em Deus. Demos graças ao senhor e nosso Deus. É nosso dever e nossa salvação. Na verdade, é justo e necessário. Nosso dever e salvação dar-vos graças sempre em todo lugar. Mas sobretudo neste tempo solene em que Cristo nossa Páscoa foi molado. Por ele os filhos da luz nascem para a vida eterna. E as porta do reino dos céus se abrem para os fiéis redimidos. Nossa morte foi redimida pela sua e na sua ressurreição ressurgiu a vida para todos transbordando de alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos para celebrar a vossa glória, dizendo a uma só voz, santo, santo, santo. Senhor Deus do universo, o céu e a terra proclamam a vossa glória. Hosana alturas, bendito o que vem em nome do senhor Hosana nas alturas. Na verdade, ó pai, vós sois santo e fonte de toda a santidade, Santificai, pois estas oferendas, derramando sobre elas o vosso espírito, a fim de que se tornem para nós o corpo e o sangue de Jesus Cristo vosso filho e senhor nosso santificai, nossa oferenda, ó senhor. Estando para ser entregue e abraçando a paixão. Ele tomou o pão, deu graças e o partiu. E o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e comei. Isto é o meu corpo que será entregue por vós. do mesmo modo ao fim da ceia ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e bebei. Este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para a remissão dos pecados, fazei isto em memória de mim eis aqui meus irmãos e irmãs o mistério da nossa fé. Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciamos, senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda. Celebrando, pois, a memória da morte, ressurreição do vosso filho, nós vos oferecemos, ó pai, o pão da vida e o cálice da salvação. E vos agradecemos, porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e recebei, ó, Senhor, a nossa oferta. E nós vos suplicamos que participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo. Fazei de nós um só corpo e um só espírito. Abrai-vos ó pai da vossa igreja que se faz presente pelo mundo inteiro, que ela cresça na caridade com o Papa Francisco, nosso arcebispo João Inácio, com todos os bispos e os ministros do vosso povo lembrai-vos ó pai da vossa igreja. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição, nossos amigos, parentes, conhecidos, já nos antecede na casa do pai, os nomes que nós lembramos no início desta eucaristia de modo particular, o nosso colaborador e amigo Ricardo Mari, também o sétimo dia, de Adão Oliveira Goulart e todos os que partiram desta vida acolhei junto a vós na luz da vossa face. Lembrai-vos ó pai dos vossos filhos. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a virgem Maria, mãe de Deus e da igreja. Com São José, seu esposo, santos apóstolos, Santo Expedito e todos os santos e santas que neste mundo vos serviram a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo vosso filho. Concedei-nos o convívio dos eleitos por Cristo Cristo e em Cristo A voz, Deus, pai, todo poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda a glória, agora e para sempre, amém. Como irmãos, na fé, no amor e na confiança, rezemos como Jesus nos ensinou. Pai nosso, que estais nos céus, santificado, seja o vosso nome. Venha a nós, o vosso reino, seja feita vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas. Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Livrai-nos de todos os males, ó pai, dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos enquanto vivendo a esperança, aguardamos a do Cristo Salvador, vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos apóstolos e vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheeis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa igreja, dai-lhe segundo o vosso desejo, a paz e a unidade, vós que sois Deus com o pai e o Espírito Santo, amém. Que a paz do senhor esteja sempre convosco O amor de Cristo nos uniu كوهدير oremos ó Deus eterno e todo poderoso que pela ressurreição de Cristo nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal, infundir nossos corações a fortaleza desse alimento salutar, por Cristo nosso senhor, amém. Cê continue rezando conosco a nossa programação, as suas intenções sempre aqui, na nossa comunhão de oração que fazemos com você, com a sua intenção e com a sua necessidade. Vamos receber esta benção de Deus pedindo que o senhor nos abençoe, nos fortaleça e nos faça progredir nesta fé em Cristo nosso senhor. O senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, por interseção de nossa mãe Maria Santíssima, de São José, hoje de Santo Expedito, a nós na nossa vida, a benção de Deus todo poderoso. Pai, filho e Espírito Santo. amém. Levai a todos a alegria do senhor, vamos em paz e que o senhor nos acompanhe. graças a Deus. Ave Maria O auge do senhor anunciou Maria e ela concebeu do Espírito Santo, Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nossos pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. Eis aqui a escrava do senhor, faça-se em mim, segundo a vossa palavra. Ave Maria cheia de graça, o senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, sogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. E o verbo se fez carne e Jesus habitou entre nós. Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto de vosso vento, Jesus. Santa Maria de Deus rogai por nosso pecadores. Agora, e na hora da nossa morte, amém. Rogai por nós, santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo Oremos Derramai, ó, Deus, a vossa graça e nossas almas, para que conhecendo pela mensagem do anjo, a encarnação do vosso filho. Cheguemos por sua paixão de cruz, a glória da ressureição. Por Cristo do nosso senhor, amém Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, amém. Glória ao pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. amém. Glória ao Pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como é no princípio, agora e sempre. Você assistiu. Angelus, a seguir. Sécu Santa Missa ao vivo na Rede Século 21 - 19/04/2021, Rede Século 21, 1182927362165191, Download Facebook video and save them to your devices to play anytime for free"> De Jesus e por vocês, querido telespectador que está nos acompanhando neste momento. Segunda-feira, dia dezenove, estamos na terceira semana da Páscoa. A semelhança do mestre Jesus, seus discípulos enfrentam oposições e muitas vezes o sacrifício da própria vida. Ponhamos nossa confiança no bom pastor que deu a vida por suas ovelhas. Preside essa celebração, padre Alexander Dezotti. The to the por Ricardo Mari Donizete Batista e o sétimo dia de falecimento de Adão Oliveira Goulart de Parobé, no Rio Grande do Sul, também agradecendo o dom da vida e a vida matrimonial, cinquenta anos de vida matrimonial de Arivair Guido, Eunice Dalestela, da cidade de São Paulo, além de outros aniversários, dom da vida, celebrado hoje conosco nesta eucaristia. E os seus pedidos, a você que também enviou a sua intenção do nosso programa pra gente rezar junto com você, a gente coloca aqui momento, nesta nossa urna de oração, apresentando junto com os pedidos, que vamos chegando e a gente vai trazendo aqui, rezamos cem missas por você, pela sua intenção e pela sua necessidade. Iniciemos a nossa eucaristia, em nome do pai, do filho e do Espírito Santo, amém. A graça de nosso senhor Jesus Cristo, amor do pai, a comunhão e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Somos o perdão do senhor às vezes em que fomos incrédulos, as vezes infiéis diante do projeto de Deus, pedir que o senhor nos perdoe, perdoe as nossas faltas, os nossos pecados, façamos, nosso exame de consciência e com fé e piedade arrependidos, imploremos o seu perdão. A vida eterna. Amém. Oremos Ó Deus, que nos traz a luz da verdade aos que erram para retomarem, para que possam voltar ao bom caminho Concedei a todos que se gloriam da vocação cristã, rejeitaram que se opõe a este nome e abraçar quanto possa honrá-lo por nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho na unidade do Espírito Santo. Amém. Liturgia da palavra, Estevão realizou as obras de os meliantes, sua incondicional fé, naquele que o pai enviou, Jesus Cristo. Ouçamos as leituras Leitura dos atos dos apóstolos. Naqueles dias, Estevam, cheio de graça e poder fazia prodígios e grandes sinais entre o povo Mas alguns membros da chamada sinagoga dos libertos, junto com e Alexandrinos e alguns da silícia e da Ásia começaram a discutir com Estevão porém não conseguiam resistir a sabedoria e ao espírito com que ele falava. Então, subornaram alguns indivíduos que disseram, ouvimos esse homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da lei, que prenderam, Estevam e o conduziram a Sinédrio Aí, apresentaram falsas testemunhas que diziam, este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a lei. É nós o e nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir lugar ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu. Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estevão e viram seu rosto como rosto de um anjo. Palavra do senhor. Graças a Deus eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, Ensinai-me, ó, senhor, vossa vontade. o senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, proclamação do santo evangelho de Jesus Cristo, segundo São João. Glória a vós, Senhor. depois que Jesus saciaram cinco mil homens seus discípulos ouviram andando sobre o mar no dia seguinte a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos mas eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinha chegado outras barcas e tiberídes, perto do lugar onde tinham comido o pão, depois que o depois de o senhor ter dado graças Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem seus discípulos subiram as barcas e foram a procura de Jesus em Cafarnaum. Quando encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe, Rabi, quando chegastes aqui Jesus respondeu. Em verdade, em verdade, vos digo, estais me procurando porque vistes não porque vistes sinais, mas porque comer estes pão e ficastes satisfeitos esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna. E que o filho do homem vos dará pois este é quem o pai marcou com o seu selo. Então, perguntaram, que fazer para realizar as obras de Deus? Jesus respondeu, a obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou Palavra da salvação. Glória a vós senhor. Meu querido irmão, minha querida irmã, uma alegria reunimos juntos, hoje, para celebrar e rezar esta eucaristia desta segunda-feira, terceira semana do tempo da Páscoa. A gente está contemplando, né? Nessa experiência do ressuscitado na vida da comunidade. Porém, é claro, alguns dias, sobretudo, a semana, dias da semana, a gente vai rezando evangelhos, textos, eh, fatos, não é? Da vida de Jesus, que são anterior a crucificação e a ressurreição de Jesus, não é? Capítulo seis que nós tamos rezando desde a semana passada é um deles, nós vamos concluir o capítulo seis com esta eh certeza de fé que Jesus vai convidando aos poucos e mostrando as pessoas que o escutam a ter. Eu sou o pão da vida, eu sou o pão vivo, descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente, esta é a certeza que aquele Jesus que multiplicou os pães, os peixes, que saciou a fome daquela multidão. Não é apenas um homem que vai saciar só a fome material das pessoas, daquela multidão que ali está, mas é alguém que convida algo a mais, a fazer um caminho diferente, a entregar a vida ao enviado de Deus, ao messias, ao filho amado do pai. Por isso que o trecho que nós rezamos hoje nessa liturgia, Jesus vai dizer isso, vós me rurais, não porque viste sinais. E o que é que João quer dizer quando fala de sinais? Os sinais pra João é o próprio Cristo. Ele é o grande sinal, ele é o grande presente para a humanidade. Ele é o enviado de Deus, o grande sinal, não há outro sinal, por isso que Jesus, em outras situações, vai dizer, não vai ser dado outro sinal mas o grande sinal já está presente, não há outro sinal, não há outra coisa a se realizar, porque grande sinal já está presente na vida das pessoas que é Jesus porque vão até o senhor não porque estão crendo nele, percebam, mas porque quer que de novo comeram lá, sentiram fome de novo e voltam até Jesus. Olha, vão lá atrás daquele homem, que ele está lá, ele nos deu pão outro dia, vai dar de novo hoje mas fazer este caminho Não precisamos inventar nada novo, não precisamos construir ou abrir novos caminhos, como chegamos a Jesus, vamos abrindo aqui, não, Jesus já nos mostra o caminho, é por aqui que vai E por onde se chega a salvação? Por Jesus, acrediteis que naquele que ele enviou. Esta é, este é o grande sinal isso que esse tempo da Páscoa nós tamos rezando capítulo seis de João e vamos rezar por mais alguns dias ainda, João quer dizer, não é? O grande sinal já está presente, é preciso que acreditemos, por isso que o salmo de hoje é tão bonito, eu gosto muito desse Salmo de hoje, né? O Salmo cento e dizoitu que a gente rezou, feliz é quem na lei do senhor Deus vai progredindo, perceba a profundidade dessa, desse refrão, não é? Aquele que crê no senhor vai avançando, venciar nesta certeza, não significa que a gente nunca vai ter problema, nunca vai ter dificuldade, nunca vai passar por desânimo, por tribulações não significa isso Ah, eu nunca creio em Deus, nunca vou viver nada de problema, porque agora eu creio o senhor. Não, vamos ter. E aí, a gente olha primeiro a leitura de hoje, a figura de Estevão, né? de alguém que professa uma fé, sabe que o ressuscitado é o seu senhor sabe que ele é quem deve anunciar a presença do ressuscitado, fala com convicção, a ponto das pessoas se espantarem com que Estevão está falando e o comentário ali no Sinédro, né? Dentro da Sinagoga ali, é isso, não é? Os grandes prodígios e milagre, ou melhor, os grandes prodígios de sinais que ele realiza no meio do povo, claro, ele é instrumento, não é? Quem realiza é o senhor, é Jesus, é o ressuscitado. E o ali, é isso, como ele realiza isso? Como ele pode? Por que? O centro da fé e a unção de Estevão é Jesus O ressuscitado é o centro do anúncio de Estevão, Como foi, lemos semana passada, a gente rezou, Pedro, que fala também, Pedro e João, não é? O centro da comunidade, o centro do anúncio, o ardor, o vigor, o entusiasmo do anúncio dos discípulos, dos apóstolos, é o Cristo, não há outro por isso as pessoas se espantam com os milagres, com os sinais, com os prodígios que se realiza Talvez hoje a gente está vendo Jesus mas não crê no senhor, não é? Talvez a gente vê o senhor, experimenta a sua presença pela palavra, pela eucaristia na nossa vida, mas não crê qualquer vento já nos leva pra tantos lugares, pra tantas opções, achamos que por ali o senhor vamos encontrar o senhor, vamos abrindo outros caminhos, né? Jesus já nos mostrou, não é? e quando a gente reza esse tempo da Páscoa, é uma graça pra nós podermos contemplar isso podemos olhar para este Jesus e renovar esta certeza, e o mais importante lembro sempre, falava isso agora lá no nosso programa, não é? É viver a cada dia com esta esperança progredir na vida é isso é o hoje ser melhor que ontem, o hoje fazer melhor que ontem Talvez ontem eu falei alguma coisa um pouquinho mais amargo, mais ríspido com alguém, não é? Seja dentro da minha casa ou não, hoje eu posso se fazer melhor, eu posso não ser tão amargo assim hoje, falar não tão áspero ou ríspido assim hoje a progressão faz que eu vá crescendo na fé como aquele que crê verdadeiramente no senhor e vá melhorando na vida, não adianta eu crer no senhor, mas não testemunhar com esse entusiasmo que o senhor vai mudando a minha vida Não vou não vou conseguir testemunhar, não é? Aquilo que Estevão faz, aquilo que Pedro fez, aquilo que os discípulos vão fazendo. É testemunhar o que o senhor modificou, e é bonito o tempo da Páscoa, o tempo da Páscoa quando a gente vai olhando isso na vida dos discípulos não vão tentando convencer quem o está ouvindo sobre a ressurreição, explicando racionalmente como Jesus ressuscitou, mas vão testemunhando o que o ressuscitado fez aparece a eles o evangelho da missa de ontem, não é? Quando Jesus aparece aqueles discípulos, diz a eles, tocai em mim e vede Então, a alegria daquele que toca e depois vai dizer aos outros, não no intuito de convencimento racional da ressurreição. Mas no intuito do testemunho daquilo que Jesus fez, abafado estava o meu crer, mas quando Jesus apareceu, renovei de novo esta esperança, porque o senhor, de fato, está vivo me reanimou, me entusiasmou, me motivou a continuar o caminho. Talvez eu tinha me esquecido, aliás, ontem o evangelho Jesus lembra, né? O último versículo do evangelho, era isso, não é? Jesus lembrando aos a esses discípulos o que eles se esqueceram, quando Jesus o texto falava que Jesus abriu a inteligência deles, não é? Pra dizer, olha, lembrem-se o que eu disse e lembrando do que eu disse, vendo a minha presença diante de vós que vocês são testemunhas. E o último versículo do evangelho de ontem, era vós sereis testemunhas de tudo isso. não é pra convencer o outro racionalmente, mas é pra fazer com que ele creia. E aí é o último versículo do evangelho de hoje, olha que maravilha, não é? Creia naquele que Deus enviou, crê no senhor Dizemos esta graça, meu querido irmão, minha querida irmã, Jenesta eucaristia, nós, a mim, a você, que a gente renove isso, progrida na fé, porque de fato o é a razão da nossa vida, porque de fato nós cremos que ele vai transformando nosso coração e somos pros outros testemunhas disso, daquilo que o senhor realiza em nós e que a gente testemunha pros nossos irmãos e irmãs. Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado. Juntos vamos professar, desculpa, juntos vamos apresentar ao senhor, os nossos pedidos e as nossas necessidades. A respostas das preces será, senhor, escutai a nossa prece. Senhor escutai a nossa prece pelos líderes da igreja para que sejam misericordiosos com os que erram e os ajudem a voltar ao bom caminho, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece pelos chefes de poderes públicos, para que na administração a eles confiada, encaminhem obra úteis para a população Rezemos. Senhor, escutai a nossa prece, por todos os cristão para que sejam no mundo testemunha do Cristo ressuscitado rezemos. Senhor escutai a nossa prece. Por todos nós, para que, mediante a prática da nossa fé, sejamos sinais fecundos da presença e do dinamismo do reino de Deus, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece Acolhei ao pai com bondade, os nossos pedidos e necessidades que com fé, confiança vos Cristo nosso senhor. Amém. Acompanha o vinho no altar, a nossa vida oferecida neste nosso ofertório enquanto cantamos. esteja convosco. Ele está no meio de nós. Corações ao alto. O nosso coração está em Deus. Demos graças ao senhor e nosso Deus. É nosso dever e nossa salvação. Na verdade, é justo e necessário. Nosso dever e salvação dar-vos graças sempre em todo lugar. Mas sobretudo neste tempo solene em que Cristo nossa Páscoa foi molado. Por ele os filhos da luz nascem para a vida eterna. E as porta do reino dos céus se abrem para os fiéis redimidos. Nossa morte foi redimida pela sua e na sua ressurreição ressurgiu a vida para todos transbordando de alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos para celebrar a vossa glória, dizendo a uma só voz, santo, santo, santo. Senhor Deus do universo, o céu e a terra proclamam a vossa glória. Hosana alturas, bendito o que vem em nome do senhor Hosana nas alturas. Na verdade, ó pai, vós sois santo e fonte de toda a santidade, Santificai, pois estas oferendas, derramando sobre elas o vosso espírito, a fim de que se tornem para nós o corpo e o sangue de Jesus Cristo vosso filho e senhor nosso santificai, nossa oferenda, ó senhor. Estando para ser entregue e abraçando a paixão. Ele tomou o pão, deu graças e o partiu. E o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e comei. Isto é o meu corpo que será entregue por vós. do mesmo modo ao fim da ceia ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e bebei. Este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para a remissão dos pecados, fazei isto em memória de mim eis aqui meus irmãos e irmãs o mistério da nossa fé. Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciamos, senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda. Celebrando, pois, a memória da morte, ressurreição do vosso filho, nós vos oferecemos, ó pai, o pão da vida e o cálice da salvação. E vos agradecemos, porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e recebei, ó, Senhor, a nossa oferta. E nós vos suplicamos que participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo. Fazei de nós um só corpo e um só espírito. Abrai-vos ó pai da vossa igreja que se faz presente pelo mundo inteiro, que ela cresça na caridade com o Papa Francisco, nosso arcebispo João Inácio, com todos os bispos e os ministros do vosso povo lembrai-vos ó pai da vossa igreja. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição, nossos amigos, parentes, conhecidos, já nos antecede na casa do pai, os nomes que nós lembramos no início desta eucaristia de modo particular, o nosso colaborador e amigo Ricardo Mari, também o sétimo dia, de Adão Oliveira Goulart e todos os que partiram desta vida acolhei junto a vós na luz da vossa face. Lembrai-vos ó pai dos vossos filhos. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a virgem Maria, mãe de Deus e da igreja. Com São José, seu esposo, santos apóstolos, Santo Expedito e todos os santos e santas que neste mundo vos serviram a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo vosso filho. Concedei-nos o convívio dos eleitos por Cristo Cristo e em Cristo A voz, Deus, pai, todo poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda a glória, agora e para sempre, amém. Como irmãos, na fé, no amor e na confiança, rezemos como Jesus nos ensinou. Pai nosso, que estais nos céus, santificado, seja o vosso nome. Venha a nós, o vosso reino, seja feita vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas. Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Livrai-nos de todos os males, ó pai, dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos enquanto vivendo a esperança, aguardamos a do Cristo Salvador, vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos apóstolos e vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheeis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa igreja, dai-lhe segundo o vosso desejo, a paz e a unidade, vós que sois Deus com o pai e o Espírito Santo, amém. Que a paz do senhor esteja sempre convosco O amor de Cristo nos uniu كوهدير oremos ó Deus eterno e todo poderoso que pela ressurreição de Cristo nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal, infundir nossos corações a fortaleza desse alimento salutar, por Cristo nosso senhor, amém. Cê continue rezando conosco a nossa programação, as suas intenções sempre aqui, na nossa comunhão de oração que fazemos com você, com a sua intenção e com a sua necessidade. Vamos receber esta benção de Deus pedindo que o senhor nos abençoe, nos fortaleça e nos faça progredir nesta fé em Cristo nosso senhor. O senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, por interseção de nossa mãe Maria Santíssima, de São José, hoje de Santo Expedito, a nós na nossa vida, a benção de Deus todo poderoso. Pai, filho e Espírito Santo. amém. Levai a todos a alegria do senhor, vamos em paz e que o senhor nos acompanhe. graças a Deus. Ave Maria O auge do senhor anunciou Maria e ela concebeu do Espírito Santo, Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nossos pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. Eis aqui a escrava do senhor, faça-se em mim, segundo a vossa palavra. Ave Maria cheia de graça, o senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, sogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. E o verbo se fez carne e Jesus habitou entre nós. Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto de vosso vento, Jesus. Santa Maria de Deus rogai por nosso pecadores. Agora, e na hora da nossa morte, amém. Rogai por nós, santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo Oremos Derramai, ó, Deus, a vossa graça e nossas almas, para que conhecendo pela mensagem do anjo, a encarnação do vosso filho. Cheguemos por sua paixão de cruz, a glória da ressureição. Por Cristo do nosso senhor, amém Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, amém. Glória ao pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. amém. Glória ao Pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como é no princípio, agora e sempre. Você assistiu. Angelus, a seguir. Sécu"> De Jesus e por vocês, querido telespectador que está nos acompanhando neste momento. Segunda-feira, dia dezenove, estamos na terceira semana da Páscoa. A semelhança do mestre Jesus, seus discípulos enfrentam oposições e muitas vezes o sacrifício da própria vida. Ponhamos nossa confiança no bom pastor que deu a vida por suas ovelhas. Preside essa celebração, padre Alexander Dezotti. The to the por Ricardo Mari Donizete Batista e o sétimo dia de falecimento de Adão Oliveira Goulart de Parobé, no Rio Grande do Sul, também agradecendo o dom da vida e a vida matrimonial, cinquenta anos de vida matrimonial de Arivair Guido, Eunice Dalestela, da cidade de São Paulo, além de outros aniversários, dom da vida, celebrado hoje conosco nesta eucaristia. E os seus pedidos, a você que também enviou a sua intenção do nosso programa pra gente rezar junto com você, a gente coloca aqui momento, nesta nossa urna de oração, apresentando junto com os pedidos, que vamos chegando e a gente vai trazendo aqui, rezamos cem missas por você, pela sua intenção e pela sua necessidade. Iniciemos a nossa eucaristia, em nome do pai, do filho e do Espírito Santo, amém. A graça de nosso senhor Jesus Cristo, amor do pai, a comunhão e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Somos o perdão do senhor às vezes em que fomos incrédulos, as vezes infiéis diante do projeto de Deus, pedir que o senhor nos perdoe, perdoe as nossas faltas, os nossos pecados, façamos, nosso exame de consciência e com fé e piedade arrependidos, imploremos o seu perdão. A vida eterna. Amém. Oremos Ó Deus, que nos traz a luz da verdade aos que erram para retomarem, para que possam voltar ao bom caminho Concedei a todos que se gloriam da vocação cristã, rejeitaram que se opõe a este nome e abraçar quanto possa honrá-lo por nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho na unidade do Espírito Santo. Amém. Liturgia da palavra, Estevão realizou as obras de os meliantes, sua incondicional fé, naquele que o pai enviou, Jesus Cristo. Ouçamos as leituras Leitura dos atos dos apóstolos. Naqueles dias, Estevam, cheio de graça e poder fazia prodígios e grandes sinais entre o povo Mas alguns membros da chamada sinagoga dos libertos, junto com e Alexandrinos e alguns da silícia e da Ásia começaram a discutir com Estevão porém não conseguiam resistir a sabedoria e ao espírito com que ele falava. Então, subornaram alguns indivíduos que disseram, ouvimos esse homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da lei, que prenderam, Estevam e o conduziram a Sinédrio Aí, apresentaram falsas testemunhas que diziam, este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a lei. É nós o e nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir lugar ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu. Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estevão e viram seu rosto como rosto de um anjo. Palavra do senhor. Graças a Deus eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, Ensinai-me, ó, senhor, vossa vontade. o senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, proclamação do santo evangelho de Jesus Cristo, segundo São João. Glória a vós, Senhor. depois que Jesus saciaram cinco mil homens seus discípulos ouviram andando sobre o mar no dia seguinte a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos mas eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinha chegado outras barcas e tiberídes, perto do lugar onde tinham comido o pão, depois que o depois de o senhor ter dado graças Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem seus discípulos subiram as barcas e foram a procura de Jesus em Cafarnaum. Quando encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe, Rabi, quando chegastes aqui Jesus respondeu. Em verdade, em verdade, vos digo, estais me procurando porque vistes não porque vistes sinais, mas porque comer estes pão e ficastes satisfeitos esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna. E que o filho do homem vos dará pois este é quem o pai marcou com o seu selo. Então, perguntaram, que fazer para realizar as obras de Deus? Jesus respondeu, a obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou Palavra da salvação. Glória a vós senhor. Meu querido irmão, minha querida irmã, uma alegria reunimos juntos, hoje, para celebrar e rezar esta eucaristia desta segunda-feira, terceira semana do tempo da Páscoa. A gente está contemplando, né? Nessa experiência do ressuscitado na vida da comunidade. Porém, é claro, alguns dias, sobretudo, a semana, dias da semana, a gente vai rezando evangelhos, textos, eh, fatos, não é? Da vida de Jesus, que são anterior a crucificação e a ressurreição de Jesus, não é? Capítulo seis que nós tamos rezando desde a semana passada é um deles, nós vamos concluir o capítulo seis com esta eh certeza de fé que Jesus vai convidando aos poucos e mostrando as pessoas que o escutam a ter. Eu sou o pão da vida, eu sou o pão vivo, descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente, esta é a certeza que aquele Jesus que multiplicou os pães, os peixes, que saciou a fome daquela multidão. Não é apenas um homem que vai saciar só a fome material das pessoas, daquela multidão que ali está, mas é alguém que convida algo a mais, a fazer um caminho diferente, a entregar a vida ao enviado de Deus, ao messias, ao filho amado do pai. Por isso que o trecho que nós rezamos hoje nessa liturgia, Jesus vai dizer isso, vós me rurais, não porque viste sinais. E o que é que João quer dizer quando fala de sinais? Os sinais pra João é o próprio Cristo. Ele é o grande sinal, ele é o grande presente para a humanidade. Ele é o enviado de Deus, o grande sinal, não há outro sinal, por isso que Jesus, em outras situações, vai dizer, não vai ser dado outro sinal mas o grande sinal já está presente, não há outro sinal, não há outra coisa a se realizar, porque grande sinal já está presente na vida das pessoas que é Jesus porque vão até o senhor não porque estão crendo nele, percebam, mas porque quer que de novo comeram lá, sentiram fome de novo e voltam até Jesus. Olha, vão lá atrás daquele homem, que ele está lá, ele nos deu pão outro dia, vai dar de novo hoje mas fazer este caminho Não precisamos inventar nada novo, não precisamos construir ou abrir novos caminhos, como chegamos a Jesus, vamos abrindo aqui, não, Jesus já nos mostra o caminho, é por aqui que vai E por onde se chega a salvação? Por Jesus, acrediteis que naquele que ele enviou. Esta é, este é o grande sinal isso que esse tempo da Páscoa nós tamos rezando capítulo seis de João e vamos rezar por mais alguns dias ainda, João quer dizer, não é? O grande sinal já está presente, é preciso que acreditemos, por isso que o salmo de hoje é tão bonito, eu gosto muito desse Salmo de hoje, né? O Salmo cento e dizoitu que a gente rezou, feliz é quem na lei do senhor Deus vai progredindo, perceba a profundidade dessa, desse refrão, não é? Aquele que crê no senhor vai avançando, venciar nesta certeza, não significa que a gente nunca vai ter problema, nunca vai ter dificuldade, nunca vai passar por desânimo, por tribulações não significa isso Ah, eu nunca creio em Deus, nunca vou viver nada de problema, porque agora eu creio o senhor. Não, vamos ter. E aí, a gente olha primeiro a leitura de hoje, a figura de Estevão, né? de alguém que professa uma fé, sabe que o ressuscitado é o seu senhor sabe que ele é quem deve anunciar a presença do ressuscitado, fala com convicção, a ponto das pessoas se espantarem com que Estevão está falando e o comentário ali no Sinédro, né? Dentro da Sinagoga ali, é isso, não é? Os grandes prodígios e milagre, ou melhor, os grandes prodígios de sinais que ele realiza no meio do povo, claro, ele é instrumento, não é? Quem realiza é o senhor, é Jesus, é o ressuscitado. E o ali, é isso, como ele realiza isso? Como ele pode? Por que? O centro da fé e a unção de Estevão é Jesus O ressuscitado é o centro do anúncio de Estevão, Como foi, lemos semana passada, a gente rezou, Pedro, que fala também, Pedro e João, não é? O centro da comunidade, o centro do anúncio, o ardor, o vigor, o entusiasmo do anúncio dos discípulos, dos apóstolos, é o Cristo, não há outro por isso as pessoas se espantam com os milagres, com os sinais, com os prodígios que se realiza Talvez hoje a gente está vendo Jesus mas não crê no senhor, não é? Talvez a gente vê o senhor, experimenta a sua presença pela palavra, pela eucaristia na nossa vida, mas não crê qualquer vento já nos leva pra tantos lugares, pra tantas opções, achamos que por ali o senhor vamos encontrar o senhor, vamos abrindo outros caminhos, né? Jesus já nos mostrou, não é? e quando a gente reza esse tempo da Páscoa, é uma graça pra nós podermos contemplar isso podemos olhar para este Jesus e renovar esta certeza, e o mais importante lembro sempre, falava isso agora lá no nosso programa, não é? É viver a cada dia com esta esperança progredir na vida é isso é o hoje ser melhor que ontem, o hoje fazer melhor que ontem Talvez ontem eu falei alguma coisa um pouquinho mais amargo, mais ríspido com alguém, não é? Seja dentro da minha casa ou não, hoje eu posso se fazer melhor, eu posso não ser tão amargo assim hoje, falar não tão áspero ou ríspido assim hoje a progressão faz que eu vá crescendo na fé como aquele que crê verdadeiramente no senhor e vá melhorando na vida, não adianta eu crer no senhor, mas não testemunhar com esse entusiasmo que o senhor vai mudando a minha vida Não vou não vou conseguir testemunhar, não é? Aquilo que Estevão faz, aquilo que Pedro fez, aquilo que os discípulos vão fazendo. É testemunhar o que o senhor modificou, e é bonito o tempo da Páscoa, o tempo da Páscoa quando a gente vai olhando isso na vida dos discípulos não vão tentando convencer quem o está ouvindo sobre a ressurreição, explicando racionalmente como Jesus ressuscitou, mas vão testemunhando o que o ressuscitado fez aparece a eles o evangelho da missa de ontem, não é? Quando Jesus aparece aqueles discípulos, diz a eles, tocai em mim e vede Então, a alegria daquele que toca e depois vai dizer aos outros, não no intuito de convencimento racional da ressurreição. Mas no intuito do testemunho daquilo que Jesus fez, abafado estava o meu crer, mas quando Jesus apareceu, renovei de novo esta esperança, porque o senhor, de fato, está vivo me reanimou, me entusiasmou, me motivou a continuar o caminho. Talvez eu tinha me esquecido, aliás, ontem o evangelho Jesus lembra, né? O último versículo do evangelho, era isso, não é? Jesus lembrando aos a esses discípulos o que eles se esqueceram, quando Jesus o texto falava que Jesus abriu a inteligência deles, não é? Pra dizer, olha, lembrem-se o que eu disse e lembrando do que eu disse, vendo a minha presença diante de vós que vocês são testemunhas. E o último versículo do evangelho de ontem, era vós sereis testemunhas de tudo isso. não é pra convencer o outro racionalmente, mas é pra fazer com que ele creia. E aí é o último versículo do evangelho de hoje, olha que maravilha, não é? Creia naquele que Deus enviou, crê no senhor Dizemos esta graça, meu querido irmão, minha querida irmã, Jenesta eucaristia, nós, a mim, a você, que a gente renove isso, progrida na fé, porque de fato o é a razão da nossa vida, porque de fato nós cremos que ele vai transformando nosso coração e somos pros outros testemunhas disso, daquilo que o senhor realiza em nós e que a gente testemunha pros nossos irmãos e irmãs. Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado. Juntos vamos professar, desculpa, juntos vamos apresentar ao senhor, os nossos pedidos e as nossas necessidades. A respostas das preces será, senhor, escutai a nossa prece. Senhor escutai a nossa prece pelos líderes da igreja para que sejam misericordiosos com os que erram e os ajudem a voltar ao bom caminho, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece pelos chefes de poderes públicos, para que na administração a eles confiada, encaminhem obra úteis para a população Rezemos. Senhor, escutai a nossa prece, por todos os cristão para que sejam no mundo testemunha do Cristo ressuscitado rezemos. Senhor escutai a nossa prece. Por todos nós, para que, mediante a prática da nossa fé, sejamos sinais fecundos da presença e do dinamismo do reino de Deus, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece Acolhei ao pai com bondade, os nossos pedidos e necessidades que com fé, confiança vos Cristo nosso senhor. Amém. Acompanha o vinho no altar, a nossa vida oferecida neste nosso ofertório enquanto cantamos. esteja convosco. Ele está no meio de nós. Corações ao alto. O nosso coração está em Deus. Demos graças ao senhor e nosso Deus. É nosso dever e nossa salvação. Na verdade, é justo e necessário. Nosso dever e salvação dar-vos graças sempre em todo lugar. Mas sobretudo neste tempo solene em que Cristo nossa Páscoa foi molado. Por ele os filhos da luz nascem para a vida eterna. E as porta do reino dos céus se abrem para os fiéis redimidos. Nossa morte foi redimida pela sua e na sua ressurreição ressurgiu a vida para todos transbordando de alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos para celebrar a vossa glória, dizendo a uma só voz, santo, santo, santo. Senhor Deus do universo, o céu e a terra proclamam a vossa glória. Hosana alturas, bendito o que vem em nome do senhor Hosana nas alturas. Na verdade, ó pai, vós sois santo e fonte de toda a santidade, Santificai, pois estas oferendas, derramando sobre elas o vosso espírito, a fim de que se tornem para nós o corpo e o sangue de Jesus Cristo vosso filho e senhor nosso santificai, nossa oferenda, ó senhor. Estando para ser entregue e abraçando a paixão. Ele tomou o pão, deu graças e o partiu. E o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e comei. Isto é o meu corpo que será entregue por vós. do mesmo modo ao fim da ceia ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e bebei. Este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para a remissão dos pecados, fazei isto em memória de mim eis aqui meus irmãos e irmãs o mistério da nossa fé. Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciamos, senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda. Celebrando, pois, a memória da morte, ressurreição do vosso filho, nós vos oferecemos, ó pai, o pão da vida e o cálice da salvação. E vos agradecemos, porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e recebei, ó, Senhor, a nossa oferta. E nós vos suplicamos que participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo. Fazei de nós um só corpo e um só espírito. Abrai-vos ó pai da vossa igreja que se faz presente pelo mundo inteiro, que ela cresça na caridade com o Papa Francisco, nosso arcebispo João Inácio, com todos os bispos e os ministros do vosso povo lembrai-vos ó pai da vossa igreja. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição, nossos amigos, parentes, conhecidos, já nos antecede na casa do pai, os nomes que nós lembramos no início desta eucaristia de modo particular, o nosso colaborador e amigo Ricardo Mari, também o sétimo dia, de Adão Oliveira Goulart e todos os que partiram desta vida acolhei junto a vós na luz da vossa face. Lembrai-vos ó pai dos vossos filhos. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a virgem Maria, mãe de Deus e da igreja. Com São José, seu esposo, santos apóstolos, Santo Expedito e todos os santos e santas que neste mundo vos serviram a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo vosso filho. Concedei-nos o convívio dos eleitos por Cristo Cristo e em Cristo A voz, Deus, pai, todo poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda a glória, agora e para sempre, amém. Como irmãos, na fé, no amor e na confiança, rezemos como Jesus nos ensinou. Pai nosso, que estais nos céus, santificado, seja o vosso nome. Venha a nós, o vosso reino, seja feita vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas. Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Livrai-nos de todos os males, ó pai, dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos enquanto vivendo a esperança, aguardamos a do Cristo Salvador, vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos apóstolos e vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheeis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa igreja, dai-lhe segundo o vosso desejo, a paz e a unidade, vós que sois Deus com o pai e o Espírito Santo, amém. Que a paz do senhor esteja sempre convosco O amor de Cristo nos uniu كوهدير oremos ó Deus eterno e todo poderoso que pela ressurreição de Cristo nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal, infundir nossos corações a fortaleza desse alimento salutar, por Cristo nosso senhor, amém. Cê continue rezando conosco a nossa programação, as suas intenções sempre aqui, na nossa comunhão de oração que fazemos com você, com a sua intenção e com a sua necessidade. Vamos receber esta benção de Deus pedindo que o senhor nos abençoe, nos fortaleça e nos faça progredir nesta fé em Cristo nosso senhor. O senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, por interseção de nossa mãe Maria Santíssima, de São José, hoje de Santo Expedito, a nós na nossa vida, a benção de Deus todo poderoso. Pai, filho e Espírito Santo. amém. Levai a todos a alegria do senhor, vamos em paz e que o senhor nos acompanhe. graças a Deus. Ave Maria O auge do senhor anunciou Maria e ela concebeu do Espírito Santo, Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nossos pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. Eis aqui a escrava do senhor, faça-se em mim, segundo a vossa palavra. Ave Maria cheia de graça, o senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, sogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. E o verbo se fez carne e Jesus habitou entre nós. Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto de vosso vento, Jesus. Santa Maria de Deus rogai por nosso pecadores. Agora, e na hora da nossa morte, amém. Rogai por nós, santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo Oremos Derramai, ó, Deus, a vossa graça e nossas almas, para que conhecendo pela mensagem do anjo, a encarnação do vosso filho. Cheguemos por sua paixão de cruz, a glória da ressureição. Por Cristo do nosso senhor, amém Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, amém. Glória ao pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. amém. Glória ao Pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como é no princípio, agora e sempre. Você assistiu. Angelus, a seguir. Sécu" />

Santa Missa ao vivo na Rede Século 21 - 19/04/2021

Rede Século 21
Rede Século 21
  • 0
  • 0
  • 425
Download MP4 SD 105.71MB
  • QR code for mobile device to download SD video

Acompanhe a Santa Missa ao vivo

"Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo."

1ª Leitura - At 6,8-15
Salmo - Sl 118,23-30
Evangelho - Jo...
De Jesus e por vocês, querido telespectador que está nos acompanhando neste momento. Segunda-feira, dia dezenove, estamos na terceira semana da Páscoa. A semelhança do mestre Jesus, seus discípulos enfrentam oposições e muitas vezes o sacrifício da própria vida. Ponhamos nossa confiança no bom pastor que deu a vida por suas ovelhas. Preside essa celebração, padre Alexander Dezotti. The to the por Ricardo Mari Donizete Batista e o sétimo dia de falecimento de Adão Oliveira Goulart de Parobé, no Rio Grande do Sul, também agradecendo o dom da vida e a vida matrimonial, cinquenta anos de vida matrimonial de Arivair Guido, Eunice Dalestela, da cidade de São Paulo, além de outros aniversários, dom da vida, celebrado hoje conosco nesta eucaristia. E os seus pedidos, a você que também enviou a sua intenção do nosso programa pra gente rezar junto com você, a gente coloca aqui momento, nesta nossa urna de oração, apresentando junto com os pedidos, que vamos chegando e a gente vai trazendo aqui, rezamos cem missas por você, pela sua intenção e pela sua necessidade. Iniciemos a nossa eucaristia, em nome do pai, do filho e do Espírito Santo, amém. A graça de nosso senhor Jesus Cristo, amor do pai, a comunhão e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Somos o perdão do senhor às vezes em que fomos incrédulos, as vezes infiéis diante do projeto de Deus, pedir que o senhor nos perdoe, perdoe as nossas faltas, os nossos pecados, façamos, nosso exame de consciência e com fé e piedade arrependidos, imploremos o seu perdão. A vida eterna. Amém. Oremos Ó Deus, que nos traz a luz da verdade aos que erram para retomarem, para que possam voltar ao bom caminho Concedei a todos que se gloriam da vocação cristã, rejeitaram que se opõe a este nome e abraçar quanto possa honrá-lo por nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho na unidade do Espírito Santo. Amém. Liturgia da palavra, Estevão realizou as obras de os meliantes, sua incondicional fé, naquele que o pai enviou, Jesus Cristo. Ouçamos as leituras Leitura dos atos dos apóstolos. Naqueles dias, Estevam, cheio de graça e poder fazia prodígios e grandes sinais entre o povo Mas alguns membros da chamada sinagoga dos libertos, junto com e Alexandrinos e alguns da silícia e da Ásia começaram a discutir com Estevão porém não conseguiam resistir a sabedoria e ao espírito com que ele falava. Então, subornaram alguns indivíduos que disseram, ouvimos esse homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da lei, que prenderam, Estevam e o conduziram a Sinédrio Aí, apresentaram falsas testemunhas que diziam, este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a lei. É nós o e nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir lugar ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu. Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estevão e viram seu rosto como rosto de um anjo. Palavra do senhor. Graças a Deus eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, Ensinai-me, ó, senhor, vossa vontade. o senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, proclamação do santo evangelho de Jesus Cristo, segundo São João. Glória a vós, Senhor. depois que Jesus saciaram cinco mil homens seus discípulos ouviram andando sobre o mar no dia seguinte a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos mas eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinha chegado outras barcas e tiberídes, perto do lugar onde tinham comido o pão, depois que o depois de o senhor ter dado graças Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem seus discípulos subiram as barcas e foram a procura de Jesus em Cafarnaum. Quando encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe, Rabi, quando chegastes aqui Jesus respondeu. Em verdade, em verdade, vos digo, estais me procurando porque vistes não porque vistes sinais, mas porque comer estes pão e ficastes satisfeitos esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna. E que o filho do homem vos dará pois este é quem o pai marcou com o seu selo. Então, perguntaram, que fazer para realizar as obras de Deus? Jesus respondeu, a obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou Palavra da salvação. Glória a vós senhor. Meu querido irmão, minha querida irmã, uma alegria reunimos juntos, hoje, para celebrar e rezar esta eucaristia desta segunda-feira, terceira semana do tempo da Páscoa. A gente está contemplando, né? Nessa experiência do ressuscitado na vida da comunidade. Porém, é claro, alguns dias, sobretudo, a semana, dias da semana, a gente vai rezando evangelhos, textos, eh, fatos, não é? Da vida de Jesus, que são anterior a crucificação e a ressurreição de Jesus, não é? Capítulo seis que nós tamos rezando desde a semana passada é um deles, nós vamos concluir o capítulo seis com esta eh certeza de fé que Jesus vai convidando aos poucos e mostrando as pessoas que o escutam a ter. Eu sou o pão da vida, eu sou o pão vivo, descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente, esta é a certeza que aquele Jesus que multiplicou os pães, os peixes, que saciou a fome daquela multidão. Não é apenas um homem que vai saciar só a fome material das pessoas, daquela multidão que ali está, mas é alguém que convida algo a mais, a fazer um caminho diferente, a entregar a vida ao enviado de Deus, ao messias, ao filho amado do pai. Por isso que o trecho que nós rezamos hoje nessa liturgia, Jesus vai dizer isso, vós me rurais, não porque viste sinais. E o que é que João quer dizer quando fala de sinais? Os sinais pra João é o próprio Cristo. Ele é o grande sinal, ele é o grande presente para a humanidade. Ele é o enviado de Deus, o grande sinal, não há outro sinal, por isso que Jesus, em outras situações, vai dizer, não vai ser dado outro sinal mas o grande sinal já está presente, não há outro sinal, não há outra coisa a se realizar, porque grande sinal já está presente na vida das pessoas que é Jesus porque vão até o senhor não porque estão crendo nele, percebam, mas porque quer que de novo comeram lá, sentiram fome de novo e voltam até Jesus. Olha, vão lá atrás daquele homem, que ele está lá, ele nos deu pão outro dia, vai dar de novo hoje mas fazer este caminho Não precisamos inventar nada novo, não precisamos construir ou abrir novos caminhos, como chegamos a Jesus, vamos abrindo aqui, não, Jesus já nos mostra o caminho, é por aqui que vai E por onde se chega a salvação? Por Jesus, acrediteis que naquele que ele enviou. Esta é, este é o grande sinal isso que esse tempo da Páscoa nós tamos rezando capítulo seis de João e vamos rezar por mais alguns dias ainda, João quer dizer, não é? O grande sinal já está presente, é preciso que acreditemos, por isso que o salmo de hoje é tão bonito, eu gosto muito desse Salmo de hoje, né? O Salmo cento e dizoitu que a gente rezou, feliz é quem na lei do senhor Deus vai progredindo, perceba a profundidade dessa, desse refrão, não é? Aquele que crê no senhor vai avançando, venciar nesta certeza, não significa que a gente nunca vai ter problema, nunca vai ter dificuldade, nunca vai passar por desânimo, por tribulações não significa isso Ah, eu nunca creio em Deus, nunca vou viver nada de problema, porque agora eu creio o senhor. Não, vamos ter. E aí, a gente olha primeiro a leitura de hoje, a figura de Estevão, né? de alguém que professa uma fé, sabe que o ressuscitado é o seu senhor sabe que ele é quem deve anunciar a presença do ressuscitado, fala com convicção, a ponto das pessoas se espantarem com que Estevão está falando e o comentário ali no Sinédro, né? Dentro da Sinagoga ali, é isso, não é? Os grandes prodígios e milagre, ou melhor, os grandes prodígios de sinais que ele realiza no meio do povo, claro, ele é instrumento, não é? Quem realiza é o senhor, é Jesus, é o ressuscitado. E o ali, é isso, como ele realiza isso? Como ele pode? Por que? O centro da fé e a unção de Estevão é Jesus O ressuscitado é o centro do anúncio de Estevão, Como foi, lemos semana passada, a gente rezou, Pedro, que fala também, Pedro e João, não é? O centro da comunidade, o centro do anúncio, o ardor, o vigor, o entusiasmo do anúncio dos discípulos, dos apóstolos, é o Cristo, não há outro por isso as pessoas se espantam com os milagres, com os sinais, com os prodígios que se realiza Talvez hoje a gente está vendo Jesus mas não crê no senhor, não é? Talvez a gente vê o senhor, experimenta a sua presença pela palavra, pela eucaristia na nossa vida, mas não crê qualquer vento já nos leva pra tantos lugares, pra tantas opções, achamos que por ali o senhor vamos encontrar o senhor, vamos abrindo outros caminhos, né? Jesus já nos mostrou, não é? e quando a gente reza esse tempo da Páscoa, é uma graça pra nós podermos contemplar isso podemos olhar para este Jesus e renovar esta certeza, e o mais importante lembro sempre, falava isso agora lá no nosso programa, não é? É viver a cada dia com esta esperança progredir na vida é isso é o hoje ser melhor que ontem, o hoje fazer melhor que ontem Talvez ontem eu falei alguma coisa um pouquinho mais amargo, mais ríspido com alguém, não é? Seja dentro da minha casa ou não, hoje eu posso se fazer melhor, eu posso não ser tão amargo assim hoje, falar não tão áspero ou ríspido assim hoje a progressão faz que eu vá crescendo na fé como aquele que crê verdadeiramente no senhor e vá melhorando na vida, não adianta eu crer no senhor, mas não testemunhar com esse entusiasmo que o senhor vai mudando a minha vida Não vou não vou conseguir testemunhar, não é? Aquilo que Estevão faz, aquilo que Pedro fez, aquilo que os discípulos vão fazendo. É testemunhar o que o senhor modificou, e é bonito o tempo da Páscoa, o tempo da Páscoa quando a gente vai olhando isso na vida dos discípulos não vão tentando convencer quem o está ouvindo sobre a ressurreição, explicando racionalmente como Jesus ressuscitou, mas vão testemunhando o que o ressuscitado fez aparece a eles o evangelho da missa de ontem, não é? Quando Jesus aparece aqueles discípulos, diz a eles, tocai em mim e vede Então, a alegria daquele que toca e depois vai dizer aos outros, não no intuito de convencimento racional da ressurreição. Mas no intuito do testemunho daquilo que Jesus fez, abafado estava o meu crer, mas quando Jesus apareceu, renovei de novo esta esperança, porque o senhor, de fato, está vivo me reanimou, me entusiasmou, me motivou a continuar o caminho. Talvez eu tinha me esquecido, aliás, ontem o evangelho Jesus lembra, né? O último versículo do evangelho, era isso, não é? Jesus lembrando aos a esses discípulos o que eles se esqueceram, quando Jesus o texto falava que Jesus abriu a inteligência deles, não é? Pra dizer, olha, lembrem-se o que eu disse e lembrando do que eu disse, vendo a minha presença diante de vós que vocês são testemunhas. E o último versículo do evangelho de ontem, era vós sereis testemunhas de tudo isso. não é pra convencer o outro racionalmente, mas é pra fazer com que ele creia. E aí é o último versículo do evangelho de hoje, olha que maravilha, não é? Creia naquele que Deus enviou, crê no senhor Dizemos esta graça, meu querido irmão, minha querida irmã, Jenesta eucaristia, nós, a mim, a você, que a gente renove isso, progrida na fé, porque de fato o é a razão da nossa vida, porque de fato nós cremos que ele vai transformando nosso coração e somos pros outros testemunhas disso, daquilo que o senhor realiza em nós e que a gente testemunha pros nossos irmãos e irmãs. Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, para sempre seja louvado. Juntos vamos professar, desculpa, juntos vamos apresentar ao senhor, os nossos pedidos e as nossas necessidades. A respostas das preces será, senhor, escutai a nossa prece. Senhor escutai a nossa prece pelos líderes da igreja para que sejam misericordiosos com os que erram e os ajudem a voltar ao bom caminho, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece pelos chefes de poderes públicos, para que na administração a eles confiada, encaminhem obra úteis para a população Rezemos. Senhor, escutai a nossa prece, por todos os cristão para que sejam no mundo testemunha do Cristo ressuscitado rezemos. Senhor escutai a nossa prece. Por todos nós, para que, mediante a prática da nossa fé, sejamos sinais fecundos da presença e do dinamismo do reino de Deus, rezemos. Senhor, escutai a nossa prece Acolhei ao pai com bondade, os nossos pedidos e necessidades que com fé, confiança vos Cristo nosso senhor. Amém. Acompanha o vinho no altar, a nossa vida oferecida neste nosso ofertório enquanto cantamos. esteja convosco. Ele está no meio de nós. Corações ao alto. O nosso coração está em Deus. Demos graças ao senhor e nosso Deus. É nosso dever e nossa salvação. Na verdade, é justo e necessário. Nosso dever e salvação dar-vos graças sempre em todo lugar. Mas sobretudo neste tempo solene em que Cristo nossa Páscoa foi molado. Por ele os filhos da luz nascem para a vida eterna. E as porta do reino dos céus se abrem para os fiéis redimidos. Nossa morte foi redimida pela sua e na sua ressurreição ressurgiu a vida para todos transbordando de alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos para celebrar a vossa glória, dizendo a uma só voz, santo, santo, santo. Senhor Deus do universo, o céu e a terra proclamam a vossa glória. Hosana alturas, bendito o que vem em nome do senhor Hosana nas alturas. Na verdade, ó pai, vós sois santo e fonte de toda a santidade, Santificai, pois estas oferendas, derramando sobre elas o vosso espírito, a fim de que se tornem para nós o corpo e o sangue de Jesus Cristo vosso filho e senhor nosso santificai, nossa oferenda, ó senhor. Estando para ser entregue e abraçando a paixão. Ele tomou o pão, deu graças e o partiu. E o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e comei. Isto é o meu corpo que será entregue por vós. do mesmo modo ao fim da ceia ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos dizendo, tomai todos e bebei. Este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos para a remissão dos pecados, fazei isto em memória de mim eis aqui meus irmãos e irmãs o mistério da nossa fé. Todas as vezes que comemos deste pão e bebemos deste cálice, anunciamos, senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda. Celebrando, pois, a memória da morte, ressurreição do vosso filho, nós vos oferecemos, ó pai, o pão da vida e o cálice da salvação. E vos agradecemos, porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa presença e recebei, ó, Senhor, a nossa oferta. E nós vos suplicamos que participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo. Fazei de nós um só corpo e um só espírito. Abrai-vos ó pai da vossa igreja que se faz presente pelo mundo inteiro, que ela cresça na caridade com o Papa Francisco, nosso arcebispo João Inácio, com todos os bispos e os ministros do vosso povo lembrai-vos ó pai da vossa igreja. Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição, nossos amigos, parentes, conhecidos, já nos antecede na casa do pai, os nomes que nós lembramos no início desta eucaristia de modo particular, o nosso colaborador e amigo Ricardo Mari, também o sétimo dia, de Adão Oliveira Goulart e todos os que partiram desta vida acolhei junto a vós na luz da vossa face. Lembrai-vos ó pai dos vossos filhos. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a virgem Maria, mãe de Deus e da igreja. Com São José, seu esposo, santos apóstolos, Santo Expedito e todos os santos e santas que neste mundo vos serviram a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo vosso filho. Concedei-nos o convívio dos eleitos por Cristo Cristo e em Cristo A voz, Deus, pai, todo poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda honra e toda a glória, agora e para sempre, amém. Como irmãos, na fé, no amor e na confiança, rezemos como Jesus nos ensinou. Pai nosso, que estais nos céus, santificado, seja o vosso nome. Venha a nós, o vosso reino, seja feita vossa vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas. Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Livrai-nos de todos os males, ó pai, dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos enquanto vivendo a esperança, aguardamos a do Cristo Salvador, vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos apóstolos e vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheeis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa igreja, dai-lhe segundo o vosso desejo, a paz e a unidade, vós que sois Deus com o pai e o Espírito Santo, amém. Que a paz do senhor esteja sempre convosco O amor de Cristo nos uniu كوهدير oremos ó Deus eterno e todo poderoso que pela ressurreição de Cristo nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal, infundir nossos corações a fortaleza desse alimento salutar, por Cristo nosso senhor, amém. Cê continue rezando conosco a nossa programação, as suas intenções sempre aqui, na nossa comunhão de oração que fazemos com você, com a sua intenção e com a sua necessidade. Vamos receber esta benção de Deus pedindo que o senhor nos abençoe, nos fortaleça e nos faça progredir nesta fé em Cristo nosso senhor. O senhor esteja convosco, ele está no meio de nós, por interseção de nossa mãe Maria Santíssima, de São José, hoje de Santo Expedito, a nós na nossa vida, a benção de Deus todo poderoso. Pai, filho e Espírito Santo. amém. Levai a todos a alegria do senhor, vamos em paz e que o senhor nos acompanhe. graças a Deus. Ave Maria O auge do senhor anunciou Maria e ela concebeu do Espírito Santo, Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nossos pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. Eis aqui a escrava do senhor, faça-se em mim, segundo a vossa palavra. Ave Maria cheia de graça, o senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre Jesus. Santa Maria, mãe de Deus, sogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte, amém. E o verbo se fez carne e Jesus habitou entre nós. Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco, bendito sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto de vosso vento, Jesus. Santa Maria de Deus rogai por nosso pecadores. Agora, e na hora da nossa morte, amém. Rogai por nós, santa mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo Oremos Derramai, ó, Deus, a vossa graça e nossas almas, para que conhecendo pela mensagem do anjo, a encarnação do vosso filho. Cheguemos por sua paixão de cruz, a glória da ressureição. Por Cristo do nosso senhor, amém Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, amém. Glória ao pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. amém. Glória ao Pai, ao filho e ao Espírito Santo. Como é no princípio, agora e sempre. Você assistiu. Angelus, a seguir. Sécu

Posted 19 days ago in Religion & Spirituality