Bom dia Sócio | 02/03/2021

Rede Século 21
Rede Século 21
  • 0
  • 0
  • 125
Download MP4 SD 178.92MB
  • QR code for mobile device to download SD video

Vale à pena dar uma segunda chance para as pessoas?

Acompanhe ao programa Bom Dia Sócio, com Simone Ramos!😄
Participe!
☎️Ligue (0xx19)...
Esse programa é livre para todas as idades. Tema, espiritualidade. Olá, muito bom dia. Chegando aí na sua casa, amanhã de terça-feira. E a gente vai agradecendo o seu carinho, a sua unidade e você tá sempre junto com a gente. Muita gente trabalhando pra associação acontecer. e o sócio é esse missionário que estende as mãos e que caminha junto com a gente. Portanto, o nosso muito obrigada a cada um de vocês. Todos os dias uma mensagem de esperança, uma mensagem de fé, pra que a gente consiga, talvez, su as dores da vida, pra que a gente consiga lidar com o nosso sofrimento, cada um tem alguma, algum sofrimento, mas eu acho que nesse momento o Brasil sofre demais com essa pandemia e com as situações que a gente tá enfrentando, em todo o nosso país, né? Em todas as regiões. Eu, de maneira particular, o Rio Grande do Sul, num estado muito feio, a situação do meu povo, da das pessoas que eu conheço, dos amigos, dos familiares. Então, quero me unir a essa luta de todos nós. E a gente segue acreditando na vida e acreditando em Deus. E a fé é esse combustível que coloca a gente em pé, a fé é esse alimento, que faz a gente olhar pra Jesus Cristo e continuar, gente, e seguir em frente e erguer a cabeça e ter coragem, porque o senhor há de ter misericórdia de todos nós. Então, pra gente começar muito bem esse dia, pra você e pra sua família ficar na nossa companhia, eu desejo pra todo mundo. Bom dia, sócio. bom dia sócio Seja bem-vindo, sócio. Aqui por você, sócio. Estamos aqui pra você, sócio, fazendo a programação acontecer e oferecendo, também, um conteúdo religioso, a oportunidade de você acompanhar a santa missa, você que é devoto das mãos ensanguentadas de Jesus, poder ter também na nossa grade momento de oração, o terço, a novena e todo esse preparo que a gente vem fazendo dentro aqui da associação, que é a gente construir a nossa igreja, que é a gente ter um espaço adequado pra que você possa vir rezar com família. isso é muito importante, gente, muito importante mesmo. Uma oportunidade, um espaço pra que a gente se encontre, não agora, porque a gente tá em plena pandemia aí, mas quando tudo isso passar, você vai ter um espaço pra vir rezar aqui conosco e pra partilhar, também, da sua fé. E é assim que a gente caminha há mais de quarenta anos, né? Fizemos quarenta anos de associação no ano passado, a gente sempre nessa dinâmica de poder chegar na sua casa com a palavra de Deus, chegar na sua casa com o alimento. Por que que a palavra de é o melhor que a gente pode te oferecer, porque nela a inspiração divina, porque nela a verdade, porque nela a gente pode pedir ao Espírito Santo de Deus que nos mova, que nos conduza, que nos encaminhe. A gente vive o período da quaresma, eu gostaria que a gente não esquecesse, porque os dias são muito corridos, eu também vivo, assim como você, parece que às vezes a gente não dá conta, né? De tudo que a gente tem pra fazer, mas lembre-se de começar o meu dia com Deus, lembre-se de ter no início do seu dia uma oportunidade pra dobrar o joelho, pode ser no silêncio da sua casa, do seu quarto, da sua sala, acenda a sua velinha, faça um momento de oração, lembre-se, lembre-se do que você acredita, lembre-se daquilo que te alimenta, lembra-se daquilo que te deixa em pé. E é isso que a gente vai fazer nesse momento, pedir a Nossa Senhora, ela que é nossa mãe, ela que nos acompanha, ela que, certamente, cuida de todos nós, nas lutas da nossa vida, ela que possa estender o seu manto sobre o Brasil, sobre as necessidades famílias, sobre ações todas que nós estamos vivendo. Nossa Senhora cuida da gente, cuida das crianças, cuida dos jovens, cuida dos adolescentes, cuida dos idosos, cuida dos nossos sócios, mãe, que acreditam tanto nessa obra, que confiam e que seguem junto com a gente. Por isso, todos juntos rezemos. Ave Maria, cheia de graça, o senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, mãe Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém. Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós, Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós, Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós. E é com essa motivação que a gente gostaria de perguntar pra vocês, a pergunta vai ficar aí na sua tela e é o seguinte, você acha? Você acha que vale a pena dar uma segunda chance pruma pessoa? Você acha que merecem uma segunda chance, uma segunda oportunidade diante dos erros delas? E veja, eu gostaria de começar essa manhã partilhando com vocês como que a gente, a gente se equivoca, a gente erra, às vezes a gente tem a intenção de fazer uma coisa e acaba resultando em outra. E aí, eu gosto muito da expressão de Santo Inácio de Loyola. Você tem uma reta intensão naquilo que você quer fazer? Porque é preferível a gente errar tensão reta do que a gente que a gente simular alguma coisa, do que a gente fazer de conta. Como é que é isso? Quando você tem a intenção reta de fazer alguma coisa, olha, minha ideia é vim aqui apresentar esse programa e eu quero fazer da melhor forma possível. Essa intenção é reta, só que pode ser que eu venha aqui e eu faça coisas que não sejam tão boas. Nem aqui no A, nem com a equipe, nem com as pessoas, nem com você aí de casa. Mas você vai dizer, hm, a Simone, ali, ó, pisou na bola. Pode ser, mas qual era a intenção que eu vir aqui e fazer o melhor pra vocês. Mas como é que a gente prova pros outros que a nossa intenção é reta? Em primeiro lugar, cê não precisa provar nada a ninguém, você precisa ter essa consciência de que aquilo que você quer fazer é justo, é bom, é importante. Em segundo lugar, a humildade, ela sempre cai bem, o evangelho de hoje tá uma crítica dura com as nossas atitudes. Diz pra gente prestar muita atenção em quem a gente ouve no comportamento dessas pessoas se vale a pena acreditar nelas ou não. É um alerta que Jesus Cristo faz, viu? Prestenção a quem você tá ouvindo e a quem você tá seguindo. Então, o segundo lugar, gente, primeiro, não passe a sua vida querendo provar coisa pros outros, porque é um desgaste gigantesco. E as pessoas pode ser que nunca acreditem em gente. Olha que difícil isso. Então, você não precisa provar nada pra ninguém, você precisa ter a sua intenção reta. O que que eu quero? Qual é o meu objetivo? O que que eu tô pensando sobre isso? Quais são meus valores também? Muito bem. Segundo ponto, humildade, humildade cai bem pra todo mundo. Ah, errei. Desculpa, não era a minha intenção. Da próxima vez, vou fazer diferente. Olha, verdade. Nessa ocasião, aconteceu aquilo, mas eu não queria fazer isso. Da próxima eu vou tentar mudar. Humildade, gente, cai bem pra todo mundo. Humildade cai bem pra mãe, pro pai, pro filho, pro vô, humildade cai bem pro chefe, nossa, cai muito bem pra quem ocupa cargos e funções. Papa Francisco tá aí pra ensinar a gente, a importância da gente se humil Humildade Caibé nas relações amorosas, nas relações de trabalho, por quê? Porque eu reconheço que eu não sou, Deus todo poderoso, eu sou gente, sou matéria, sou humano, eu vim da terra, eu vim do pó, eu posso errar, mas eu quero melhorar, eu quero ter uma outra postura. E um terceiro ponto sobre esse assunto é o seguinte, tudo isso aqui que a gente faz nessa terra de meu Deus, é um aprendizado. Você tá disposto a aprender? Você quer mudar? Você quer fazer diferente? Então, que essas três eh esses três pontos que eu trouxe aqui hoje sirva pra você responder a nossa pergunta, você acha que as pessoas merecem uma segunda chance e por que que você acha isso? Alguém já te deu uma chance de você fazer diferente, de você mudar, alguém já diz, não, tudo bem, vai lá, tenta de novo, eu, eu vou tá contigo, vou tá do seu lado. Vai respondendo aqui pra gente, o Edmar Barbosa mandou assim, olha, bom dia. Sim, eu acho que pode numa segunda chance pra uma pessoa, porque a gente pode errar um dia, porque a gente tem que perdoar, um dia, né, pode ser eu que dou uma chance, no outro dia pode ser eu que recebo. É isso mesmo. Perfeita a reflexão, Edimar, um dia, pode ser eu, dando um perdão, amanhã alguém pode tá me perdoando. E essa clareza é muito importante e ó, eu conheço pessoas que têm uma dificuldade de pedir perdão, meu amigo, de reconhecer um erro que você fica de cabelo em pé. Às vezes, essa pessoa tem até medo, medo de que é frágil, que é pequeno. Laura, bom dia. com certeza vale a pena, Simone, nós também erramos, eu acho que devemos ter isso com os outros também. Muito bom, Laura, estamos todos no mesmo barco, né? Claro, cada um numa situação, às vezes, um pouco diferente, algumas pessoas, às vezes, são mais humildes, são mais simples, conseguem resolver as coisas, outros não, mas a gente tá todo mundo no mesmo barco. A Vera mandou a Vera, querida, nossa sócia, bom dia, Simone. Tang, eu já dei, sim, uma segunda chance pruma pessoa que me magoou muito. Eu peço oração para o meu irmão Vander Lúcio, que vai fazer um exame, que se Deus quiser, não vai dar nada. Muito bem, unidade com o Vander Lúcio, o seu irmão, a família de vocês tá sempre tão presente aqui com a gente, nosso muito obrigada, viu, Vera? Que ocorra tudo bem. E é isso, né? Você deu uma chance pra alguém que te magoou. É, mas a mágoa pode ser uma coisa passageira, se você alimentar a mágoa dentro de si, pode virar até uma doença, gente. Então, confia, cabeça vida, coragem, tá disposto a perdoar, dá uma segunda chance pra alguém? Então, vai respondendo aqui pra gente. De repente, você tá acompanhando a gente agora e pensando em alguém que você deve dar uma segunda chance. Pensa aí com carinho. Pode ser uma oportunidade pra você refletir sobre isso. Muito bem, a gente tem duas pessoas aqui que assumiram um compromisso com a gente, a gente quer agradecer de todo o coração. Essas pessoas são a Maria Luiza de Paula Perez, de Campinas, que acabou de dizer me tornar-se uma sócia. Nosso muito a você e a sua família. O Geraldo Cesário Alecrim de Santo André, também ficou sócio e completa, hoje, oitenta e quatro anos e está muito feliz por ter ficado sócio. Mais uma família abraçando a gente, brigada Geraldo pelo seu sim, feliz aniversário, que Deus te cuide, que Deus te proteja, que Deus guie os teus passos, muito obrigada pelo sim que você deu. Também agradecer a Maria Batista de Estância em em Sergipe, nossa sócia, pedindo oração pelo esposo Edson Freire, que está de aniversário hoje, parabéns, viu? E também a recuperação da cirurgia da Maria Batista. Nossa, Deus abençoe, viu, Maria? Maria, que mandou a mensagem, diz que tá em recuperação. A outra mensagem que chegou pra gente é da Maria José, Jacarezinho, no Paraná, oração por toda a família, a Olga Maria Queiroz, Capão Bonito, Libertação e Cura a de Presidente Prudente, pedindo cura. A Maria Lúcia, de Ipiranga, e as demais pessoas que estão ligando pra gente, suas intenções, seus pedidos, a gente vai colocar na santa missa daqui a pouco, onze e quinze da manhã, o padre que apresenta, você pode, já preside a missa das onze e quinze e já rezamos por você e pela sua família. Vale a pena dar uma segunda chance pra alguém? Hoje, eu queria pedir que você desse uma, talvez, segunda chance pra associação. algumas pessoas fazem a experiência de ser sócio por alguma razão ou financeira, ou porque mudou-se, ou porque a vida com outros encaminhamentos, deixa de ser sócio. Hoje, eu peço, volta pra casa, dá uma chance pra gente, pra esse trabalho de evangelização, talvez mais do que dar chance pra nós, humanos, meros mortais, dá uma chance pra Jesus Cristo, poder chegar na casa dos outros, a gente poder fazer o bem. Se você gosta dessa programação, se você gosta do conteúdo, se ele te ajuda. uma chance e fala também pras outras pessoas. Quero contar pra vocês essas novidades que a gente tem no mês de março. Então, pros nossos novos sócios, né? Que não tem idade, a gente pode ter sócio de um ano ontem. Eu li a mensagem, né? Da criança de um aninho, já é nossa sócia mirim, vai receber a revista Brasil Cristão, vai poder ler, aprender, a criança em si não, pode ser até os pais, avós, né? Que ajudam, mas tem um conteúdo muito né? A gente vai falar de São Longuinho, dia nacional dos animais, o início do outono, vamos falar de São José. Então, essa é uma revista muito querida, muito especial aqui da associação, pra gente poder ajudar nossos pequenos a ficarem mais pertinho de Deus, a conhecerem também a linguagem da nossa fé, a também aprenderem ir pra cozinha, fazer umas gostosas aqui, ó. E essa parte é dos adultos, tá, gente? Pra vocês atua os dados ou indicarem também pra outras famílias esse material. Então, a gente pode ter sócio de, sei lá, um mês, dois meses, três meses, um ano, que são aquelas famílias que dão o nome das crianças pra serem sócios mirins, pra fazer parte dessa obra e a gente pode ter sócio de oitenta e quatro anos, como a gente acabou de ler, que vai receber na sua casa. Então, o nosso material para os adultos, né? Que é a nossa revista Brasil Cristão, tendo como capa, eh, um ano para São José. Eu sugiro, se não, não viram, dá. Busque aí na internet quem tiver acesso, né? Quem não tiver, a gente mesmo tem curso no EAD, tem um monte de material nosso pra vocês entenderem porque que o Papa escolhe esse ano, como o ano de São José. É muito interessante o que ele diz. Então, essa é a capa principal da nossa revista Brasil Cristão, a gente começa com as palavras do que é quem organiza a nossa revista, o responsável. Depois, já vem o padre Eduardo, falando do dia vinte e cinco de março, anuncia do anjo a Maria, depois vem a matéria do padre Rafael, São José, pai adotivo de Jesus e assim segue a nossa revista, sempre com conteúdo especial, sempre com um conteúdo que vai ajudar você a crescer na fé. O Tatá falando da experiência do batismo no Espírito Santo, como se dá essa experiência, quem merece viver essa experiência? Por que fazer essa experiência? E dom Murilo Krieger que eu vou conversar com ele esse mês, vai, então, explicar toda a matéria sobre o ano dedicado a São José. Só que esse mês, nós queremos te dar um presente, sócio. Esse presente todo especial, que eu sei que vocês gostam. Vocês já contaram que vocês gostam de receber as orações, cês gostam de guardar na casa de vocês? Só esse mês, tá bom? Que a gente vai mandar. Tanto pro sócio, quanto pro novo sócio. Então, vocês vão receber as indulgências plenárias no ano de São José e de São José vai chegar aí na sua casa pra você que é sócio e pra você que tá se tornando sócio. A gente vai mandar também reflexão diária da palavra de Deus, esse material assim bem singelo, né? Parece que não quer nada, mas na verdade tem um conteúdo incrível que é a reflexão diária do evangelho e uma meditação que o padre ahm padre Eduardo não, o padre Guido faz aqui pra gente. Hoje ele tá firme aqui, ó. Olha aqui, ó, o pronto, sejamos mais humildes e coerentes. Então, cada dia vai ter a citação, a reflexão e um compromisso pra gente viver. Sejamos mais humildes e coerentes. Ai, ai, pra todo mundo, pra todos nós treinarmos isso. Vem a carta do padre Eduardo, esse material vem assim, ó, tá? Aí, você vai abrir e você vai ter o quê? A carta do padre Eduardo, falando, ele, o padre já vai dizer bem da da quaresma e da Semana Santa, porque a Páscoa vai ser primeiro final de semana aí da de abril. Então, o padre já faz uma reflexão. E do outro lado, vem os nossos boletos. Pra que este tanto de boleto, né? Cê fica confuso? Cê tem dificuldade? Manda uma mensagem aqui. Eu tenho ouvido algumas pessoas dizer que ficam confusa com os boletos que chegam, que não serve, pra que que serve tudo isso? Eu posso ajudar você, eu posso explicar, porque o que que a gente não pode, deixar as com dúvidas. Tem gente que acha que se não falar, resolve o problema, gente. Nunca resolveu problema nenhum, fica quieto. A gente precisa explica Então, ó, cê vai receber esses dois boleto na tua casa pra quê? Porque é assim, ó, um boleto você ajuda com quanto você quiser, puder, tiver condições, pra gente manter a estrutura. Então, eu tô num cenário agora, tenho uma equipe técnica nesse cenário, eu não faço televisão sozinha, não existe isso. Então, tem equipe com, olha, os nossos cinegrafistas, os meninos trabalhando, aí eu tenho produtor de set, aí tem a estrutura de iluminação, tem a luz aqui em cima da minha cabeça, a gente precisa pra mostrar a imagem no ar, a gente precisa, aí tem uma equipe que tá cortando imagem, que tá dirigindo esse programa, então essa equipe tem, tem o Dieguinho que vocês venham falar, que volta e meia, ele vem aqui, ele precisa colocar esse microfone, só colocar o microfone? Não, ele tem que, a voz dela tá saindo, tá muito alta, normalmente tá sempre muito alta, né? Porque fala alto pra caramba, mas tá muito alto, tá muito baixa, tá acontecendo algum ruído ali que ela não tá. Então, tem uma equipe grande fazendo o trabalho então esse boleto, essa finalidade. Por que que tem um outro? Porque normalmente é pra gente ajudar na campanha da casa, que campanha a gente tá vivendo há muito tempo? Ajudar a fazer nossa igreja? Tá bom, gente? Cada um doa como pode e como quiser. Ah, volta e meia a gente manda pra você, ó. Hum, devoto das mãos ensanguentadas. A nossa noveninha aí, pra sua família, pra você dar de presente, pra você rezar, pra você ficar em sintonia com Deus. Tá bom? Dúvidas sobre o que eu falei? Manda pra mim, eu gosto de responder das pessoas adoram. Acho que esse é o jeito mais rápido de resolver problema, é você esclarecer as perguntas das pessoas. Então, manda a pergunta, tá com problema? Ah, a revista chegou? Não chegou? Como é que tá a situação aí pra você? Pra nós. Eu vou sair para um rápido intervalo, com a mensagem no dia de hoje. Eu decidi que eu não vou mais chamar intervalo sozinha. Cansei dessa tarefa. Bora pedir ajuda? Patrícia, chama o intervalo aí pra gente. Eu sou Edna Patrícia, moro de Minas Gerais, o programa Bom Dia Sócio Volta Já. Brigada, Patrícia. Volto já, já, gente. Não perca o programa Eclesia ao vivo nesta terça-feira. Eric Módulo e o historiador Rafael Tonon retomam a conversa sobre as cruzadas. Terça ao vivo, a partir das oito e meia da noite, aqui na Rede Século vinte e um. crise na família, problemas de relacionamento, dificuldades entre pais e filhos, como está a família? No curso, acompanhamento e aconselhamento conjugal e familiar, você receberá orientações práticas que vão ajudar a restaurar e fortalecer os relacionamentos na sua família. Matricule-se pelo site WWW ponto EAD Século vinte e um ponto com ponto BR. Confira na edição de março da revista Brasil Cristão a reflexão que Padre Eduardo nos traz sobre a oração do Angelus. Padre Alírio escreve sobre a anunciação do anjo Gabriel a Maria na editoria, no coração de Maria. Em anunciamos Jesus, Dom Murilo nos fala sobre o ano dedicado a São José e dicas importantes sobre a realização de exames médicos em vida e saúde, tudo isso e muito mais na revista Brasil Cristão Alimento espiritual para a sua vida. Ligue zero operadora dezenove, três, oito, sete, um, nove, meia, vinte e peça a sua agora mesmo. Você quer saber como pode ficar ligadinho na Rede Século vinte e um de qualquer lugar? Baixe nosso aplicativo, acesse a loja de aplicativos do seu celular ou tablet. Na busca, digite Rede Século vinte e um e clique em instalar. Pronto, agora você consegue acompanhar a programação da Rede Século vinte e um ao vivo, faz pedidos de oração e muito mais. Mais informações, dezenove, três, oito, sete, um, nove, meia, dois, zero. a mudança e a transformação que você busca na sua vida está em Jesus Cristo. venha viver uma profunda experiência com o Espírito Santo no louvemos o senhor deste domingo. Padre Eduardo, irmã Luiza, te esperam para esse dia de entrega e ação do senhor sobre todos nós. Vamos cantar, orar, partilhar a nossa fé e nos abrir aos dons do Espírito Santo. Participe agendando a sua caravana através do telefone, zero operadora dezenove, três, oito, sete, um, nove, meia, vinte. Louvemos o senhor, neste domingo, a partir das nove da manhã, Jesus está vivo e quer transformar a sua vida de volta com nosso bom dia sócio. Gostaram aí da saída de bloco? A Patrícia mandou pra gente e vocês podem fazer o mesmo, gravar um vídeo na casa de vocês com o telefone sempre assim, ó, deitadinho e vocês podem dizer, olha, bom dia só açaí, indo pro intervalo. O nome é Maria, Joana, é Pedro, é Tiago. Quero mandar um beijo pra vocês da associação, alguém da minha família? A gente volta já. Você pode eh, gravar e mandar. Por que que a gente tá fazendo isso? Porque quanto mais vocês aparecerem, melhor é esse programa. Quanto mais vocês tiverem foco, melhor objetivo desse programa, porque não é pra Simone ficar aqui sozinha, é pra você, sócio participar. Então, a gente que é sócio contando a sua história, a gente que é sócio chamando intervalo, a gente quer o sócio falando, rezando e participando. Esse é o nosso objetivo. O objetivo é muito claro, que o Bom Dia Sócio, seja um espaço, tá bom, queridos? Então, cês podem mandar esses vídeos aqui pra gente, pra amanhã a gente já recebeu alguns também, hoje, que a gente vai pôr no ar, mas a gente quer mesmo que aí de casa, participe. É, são formas, né? Jeitos que a gente tá arrumando de poder nessa pandemia, já que vocês não podem vir aqui, a gente não pode ir na casa de vocês, a gente ficar conectado, a gente ficar juntinho. Deixa eu falar, eh, queria prestar conta pra vocês de como que fechou o nosso mês de fevereiro, lembra que a gente tá passando um aperto grande aí no final do mês, pra gente poder fechar esse gráfico de doações? Então, a gente já tem um resultado, aí, que eu gostaria de de mostrar pra todo mundo aí DCASA porográfico Então, esse é o gráfico completo do mês de fevereiro e a gente atingiu oitenta e dois por cento das doações. Nós gostaríamos de agradecer a todo mundo que doou, todo mundo que ajudou. Tem muita gente generosa, sabe? Eu fico impressionada. Pessoas que fazem a oferta da viúva mesmo, tira daquilo que tem na sua casa, no no seu, nos seus ganhos, né? Do mês e ajuda essa obra, ou já separa, esse aqui vai ser minha ajuda, minha contribuição. Muito obrigada a todo do que se importa, né? Todo mundo que, que acredita, que a gente pode fazer a diferença. A gente tem funcionando, aqui, uma grande empresa, a gente sabe, né, tem funcionário, tem leis trabalhistas, é uma empresa. Funciona como empresa, mas o foco dessa empresa, ela tem um objetivo e tem por detrás de tudo isso, é evangelização. Não é uma empresa que tá visando crescer multiplicar, ser uma multinacional no Cedaspy. É uma empresa, sim, estruturada, pra que a gente possa comunicar a palavra, pra que a gente possa evangelizar, acho que isso é muito importante de falar com vocês. Todas as vezes que você doa, que você ajuda, você tá ajudando a manutenção dessa estrutura, mas você tá ajudando a gente a levar essa palavra. E olha, gente, do jeito que tá o emocional das pessoas, a situação do Brasil que a gente vem enfrentando, você poder ter uma palavra que te acolha, faz muita diferença, mas faz muita diferença mesmo. Obrigada a todo mundo que contribuiu com os oitenta e dois por cento, a gente segue na luta a gente segue mês de março tá aí, vamos vencer se Deus quiser. Então o nosso muito obrigada a você e a toda sua família pela sua generosidade, pela sua ajuda. Fechamos com oitenta e dois por cento, se tiver o gráfico na mão, enche mais uma vez a tela aí pra mim, vamos mostrar pra eu prestar conta direitinho, é assim que a gente encerra, então, o nosso mês de março, olha aí, com oitenta e dois por cento, tá bom, pessoal? Pra quem tá pedindo ajuda, os nossos sócios, as pessoas aí que pedem, que eu mostre no ar cês conseguem ver? Tá aí, ó. Gráfico do mês de fevereiro, nós fechamos oitenta e dois por cento, nosso, muitíssimo obrigada. Quero agradecer a Maria Isabel dos Santos, de Riachuelo, Sergipe, nossa nova sócia. Obrigada de todo coração, pelo seu sim. A Maria Isabel vai começar a receber na casa dela todo o nosso material de evangelização e também, querida, a gente vai colocar o seu nome a partir de agora, em tudo que a gente fizer aqui dentro, a gente vai contar com você sua família. Missa, orações, os terços, os momentos de consagração, momento de adoração ao santíssimo, o nome seu, da sua família vão estar sempre muito presentes no que a gente faz. Obrigada ao José da Silva, tá pedindo oração pela família, o Edson de Vitória da Conquista, na Bahia, Terezinha de Jesus, aqui no Mirabela, Minas, pelo Alexandre, por todos os familiares, Maria da Penha, de Rubiataba, em Goiás, em Ação de Graças, eh, por tudo que a conseguiu, muito querida, pela participação. A Francisca Mossoró, dizendo, ó, cura e libertação do vício do alcoolismo para a filha Maria Leidimar. Muitos casos de mulheres têm aumentado muito o consumo de álcool. A Maria Nazaré de Paulo Afonso, também a o Daniel Marques. Olha, o Daniel hoje é isso? Não, a Marinez, Mar que está completando sessenta e nove anos, parabéns, que Deus abençoe. Perguntinho de hoje, pensou aí? Pensou vali a pena? Tá pensandu aí? Vali a pena dá uma segunda chanci pruma pessoa? Cê já deu? Conta a tua experiência assim, si você foi alguém qui já recebeu uma segunda chanci ou si você deu uma segunda chanci pra alguém? Conta pra genti comé qui foi essa experiência qui você viveu? I u que qui issu tem a ver com a dinâmica da fé? Quandu a genti fala em Jesus Cristo, quandu a genti fala em evangelhu quandu a genti fala da samaritana, quandu a genti fala du cegu quandu a genti fala du todas as o que que a gente percebe que Jesus faz com as pessoas? Jesus resgata as pessoas, Jesus tira as pessoas daquelas condições em que elas estão pra que elas possam ter uma vida nova. Jesus não renega ninguém, Jesus não abandona ninguém, tá todo mundo na volta dizendo, aquela mulher é uma prostituta, aquele cara roubou, ele é isso, ele é aquilo, que que Jesus faz? Vem cá meu filho, vem cá, xô falar com você, toca o coração e muda a vida da pessoa, é muito difícil ser cristão, tá? Eu tenho a gente ter o olhar de Jesus Cristo é um exercício diário, porque qual é a nossa tendência? Você errou, ah, eu falei, você era ruim mesmo? Ah, eu sabia que não podia confiar naquela pessoa. Tá vendo? Ela foi lá e fez de novo a mesma coisa. Então, a nossa pergunta é, você já deu uma segunda chance pra alguém? Conta aqui pra gente. Temos participações? A gente quer contar com a sua participação no Face, no WhatsApp, a gente quer falar com você, se você já deu uma chance pra alguém. Muitas pessoas já me deram segunda chance, é, ah, às vezes, assim, eu sou meio dura com as pessoas, sabe? Eu nem percebo. Eu falo, tem muito da cultura, muito engraçado quando eu cheguei em São Paulo, que as pessoas achavam que eu tava brigando com elas e, na verdade, só tava falando que eu tava pensando. Eu não tinha intenção nenhuma, mas eu precisei aprender a ter um outro jeito, a ser mais calma, a saber falar, a perceber que se eu dissesse de tal maneira, eu podia magoar muito alguém, que eu ia jogar muito, perder muito tempo, se eu percorresse aquele caminho. E as pessoas tavam me dando chance deu fazer diferente. Aí eu fui lá e fiz o quê? Casei com o mineiro. Nossa senhora, não tem nada a ver, né? Gaúcho mineiro pensa um pouco, não tem nada a ver. E aí, eu precisei aprender como é que esse jeito mineiro dá uma volta. E o que que o gaúcho faz fica nos nervos, com essa volta que o mineiro dá, que a gente precisa aprender a se relacionar. E aí, os dois lados saem ganhando, já deu uma segunda chance pra alguém? Cê já viveu essa experiência aí na sua vida? Então, conta aqui pra gente. E olha, hoje, eu quero perguntar, porque a gente muito bonito no Bom Dia Sócio, de poder falar ao vivo com vocês no ar, ao vivo. E eu tenho uma sócia muito querida nossa, que já tá conectada aqui com a gente e o nome dela, eu sempre enrolo, mas hoje ela vai me ajudar. Vamos ver se eu vou falar direito. Bom dia. Dicas. Um dia, Melligan. Pelo menos, eu acertei, né Meliga? Pelo menos. Bom dia, sócio. Bom dia, querida. Nériga, mas eu vou pedir a gentileza. E se você tá com a tevê ligada, ou tire o som todinho pra gente poder conversar contigo. Conseguiu? Tá me ouvindo Meliga? eh não tô te ouvindo bem. Não tá me ouvindo bem? E agora? Consegue falar comigo? Melhorou. Melhorou. Querida, eu queria que você contasse, você é nova sócia, eu queria, eu tô muito curiosa pra saber porque é que você tomou essa decisão. Olha Simone, ahm eu sou muito assim, eh eh eu eu sou muito apaixonada, eu amo muito a palavra de Deus, né? E eh um dos, o primeiro mandamento, né? Que tem, que Jesus nos deixou, né? No novo testamento, é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, né? E ah quando você quer dizer algo de Deus as coisas de Deus, o nosso senhor Jesus, né? Pra outros, eh quer evangelizar, mas a gente não pode, né? Muito trabalho o dia todo, né? Então, ahm quando a gente não pode fazer isso, mais a gente tem uma eh uma fonte eh inspiradora, uma fonte de amor, de evangelização, como a TV Século vinte e um. Então, a gente contribui indo como sócio, se tornando sócio, a gente eh está fazendo parte de um de um de uma ação maravilhosa, que é de levar a palavra de Deus, de eh onde que a gente pode encontrar eh eh o que é o amor, né? O que é a fé, né? O que é eh a caridade, né? Eh, é só através mesmo da, das essa forma de de transmissão, onde que pode chegar a pessoas que não podemos ajudar, que as suas doentes, as vezes pessoas acamadas. Sim. Às vezes em hospitais, em casas de repouso. Às vezes, mesmo com o caso do COVIDE dezenove. Sim. Né? Atualmente. Então, olha, tem muitas coisas. Querida, acho muito bonita a tua fala. Mas é muito fácil essa foto. É é Merig, eu acho muito importante que você tá falando, porque tem muito sentido com o que a gente diariamente, né? A associação poder ser a voz, poder chegar nos locais em que nós não conseguimos sozinhos, porque você diz, né? Eu sou dona de casa, eu sou trabalhadora, eu tenho uma rotina com filhos, com responsabilidades até na minha igreja, aqui perto de casa, na minha comunidade, e a associação consegue chegar longe, consegue ir mais longe com a palavra de Deus. Você acompanha a gente há muito tempo, comé que é a sua, a sua com a associação? Ah, eu acompanho, sim. Eu e meu marido, fomos algumas vezes antes da da pandemia, né, presencialmente, participar das missas, né? E e também, muitas vezes, participei das novenas das mãos ensanguentadas de Jesus, né? E muitas outras coisas, sim. Então, cê já foi conhecendo, já foi decidindo até se tornar uma sócia. Que diferença tá fazendo pra você? Desde o dia que você disse, não, eu vou colaborar, eu vou ajudar dentro de você, não só coisas externas Ah, eu acho assim, que uma motivação a mais. Você sentir parte dessa obra, né? Então, eu acho que é isso, nesse sentido de ciência. Você tem algum pedido pra fazer Meligman? Acho que tá todo mundo muito sensibilizado com tudo que a gente vem vivendo, né? No Brasil, no mundo, na, com as pessoas que a gente conhece, com os familiares. Cê tem algum pedido pra fazer bem especial? Tenho assim, eh eu peço ahm a Deus, né? Eh pela intercessão de Nossa Senhora, pelos doentes, principalmente ahm os de câncer, né? Eh eu já tive, mas era coisa de pele, né? Foi tratado, mas eu perdi algumas amigas eh e parentes com câncer. Então, se puder assim, ai, Deus inspire a medicina médicos, né? Eh a prevenir doenças também, né? A a pegar enquanto dá pra ser curado e e pelos desempregados também. Tem muitas pessoas, são pais de família. Sim. Ah e precisam arrumar um emprego. Tá certo, querido, eu te agradeço demais. Um beijo muito grande pra você, pra sua família, brigada pela sua fidelidade, viu querida? Brigada por tá participando aqui com a gente, um beijo grande. Imagina, eu que agradeço, né? Muito obrigada. Um abraço. Um abraço. Tchau, tchau, Meliga. É isso, gente. A gente vai poder falar com vocês, agora, ao vivo. Salve a tecnologia, né, quando ela funciona, obviamente. Porque tem isso também. Mas, a médica conseguiu falar com a gente ao vivo, aqui, via Skype. A gente agradece demais. A gente quer falar com mais gente. É isso que eu tô dizendo. Vou repetir, vocês participarem cada vez mais aqui com a gente pelos meios que a gente tem, ó. A gente tá fazendo que é um jeito de levar conteúdo pra sua casa ao vivo no Skype, tá pedindo pra gravar vídeo, porque é o recurso que a gente tem pra poder conversar com vocês e com a sua família. E você pode pedir pra falar com a gente. A Verônica é nossa produtora, tá bem atenta aí, só cês mandarem uma mensagem, eu quero fazer essa experiência, eu quero contar minha história, quero falar com vocês via Skype ou zoom, tem tantas plataformas aí que a gente pode usar e a gente vai conectar e vai tentar falar com ou quero mandar um gravar na minha casa e vou mandar aí pra vocês. A Vânia mandou pra gente sobre as segundas chances aí, ó. Bom dia, eu, opa, eu não sei se vale a pena dar uma segunda chance. E, pessoalmente, ah, se for da família, porque tem coisas que me magoam. Muito bem, dona Vânia, cê falou, a opinião de muitas pessoas, né? Essa é uma verdade. Muitas pessoas passaram por sofrimentos tão grandes, situações difíceis, que elas dizem assim, não, eu, eu não quero. Eu não quero dar uma a chance de ter que passar por isso de novo. E aí, eu não conheço a tua história e eu estaria sendo muito superficial se eu te desse uma resposta pronta. Eu só vou te dar um caminho possível. Dá uma olhada pra tua história, o que que te magoou? É uma traição? É uma fofoca? Fofoca é um veneno. Eu, assim, não tenho no mundo coisa que eu acho mais venosa que a fofoca. Você vai denegrir a imagem de uma pessoa sem dar o direito da pessoa se defender, isso é terrível. E a gente faz isso e é muito difícil fugir disso, é muito difícil, porque a primeira coisa que a gente quer, a gente quer falar uma coisinha, num sei das conta que aconteceu. Então, que a gente possa cuidar da nossa fala, porque ela pode ofender as pessoas, mesmo sem elas saberem. Então, e família, família tem muito dia, cê viu a filha da Maria, mas bem que eu falei que ela podia ter feito tal coisa. Então, Vânia, dá uma olhada na tua história, dá uma olhada nos acontecimentos, se aproxima muito de Deus pra que você consiga, de fato, perceber se vale a pena ou não Agora, a pessoa te causou um prejuízo enorme, a pessoa te violentou, a pessoa te agrediu. Bom, aí entra o outros problemas que não tem a ver só com segunda chance, não, tá bom? Neuda, muito bom dia. Bom dia, Simone, eu acho que deve dar a segunda chance pras pessoa, porque nós todo mundo erra, nós todos erramos, né? Um dia. E tem que perdoar. a gente tem que perdoar pra ser perdoado. Quero pedir oração pra meu esposo Edilson, que é cadeirante, ele tá com uma pedra nos, no rim. Querido, a gente reza muito pelo seu esposo e eu acho, assim, muito digno a família que luta com a pessoa cadeirante, num país que não tem acessibilidade quase zero, pra subir no ônibus, pra sair na rua, pra ter uma calçada. Então, a luta de vocês é muito grande e a gente se une com todos. A Lucimara disse dia, vale a pena sim dar uma segunda chance, até mesmo uma terceira, porque todo mundo erra e merece ter a chance de corrigir os nossos erros. Muito obrigada, Lucimara, pela sua participação. É isso, a gente quer ouvir a opinião de vocês. E opinião é aquilo, depende muito da experiência que você viveu. Tem pessoas que conseguiram dar uma segunda chance e foram muito felizes e deu muito certo, tem outros que tentaram, mas não deu. Gente, o importante é assim, ó, perdoar é de amor e o perdão faz bem pra quem cede o perdão. É isso que a gente não entende. A gente fica assim, hm, vou perdoar a Simone. Ah, depois faz de conta que aquilo que a Laís nem era um erro grave. E era assim, não, cê tá perdoando a Simone, porque se quer viver em paz, tá perdoando a Simone, porque você quer seguir em frente, se aperdoando, Simone, que cê não quer mais viver com ela engasgada aqui, cê quer ser feliz, cê quer ser livre. Então, pensa com carinho no perdão também, porque ele é importantíssimo pra gente dar uma segunda chance as pessoas, tá bom? Eu quero ir pro intervalo agora e ela é, assim, de uma fofura, que eu não dou conta. E é nossa sócia. E ela assiste todos os dias esse programa. E diz que ela comenta assim, Simone, eu não tá com cara feia lá hoje. Que que foi? Diz que ela percebe todas as minhas atitudes aqui no Bom Dia Sós. Então, dona Alcida, maravilhosa, querida, chama o intervalo pra mim. Bom dia sócio, aqui é Rocilda de São José dos Campos. Fique com a gente, já, já estamos de volta. Ô dona Alcida, beijo grande. março chegou e com ele datas importantes, dia de São José, anunciação do senhor e a semana santa, pra deixar a turminha bem preparamos uma receitinha de uma vitamina bem gostosa, também tem histórias, jogo dos sete erros, caça-palavras, uma atividade sobre os doze apóstolos e outras brincadeiras. Saiba aí como receber na sua casa a Revista Brasil Cristão Criança. E ligue pra gente, zero operadora dezenove, três, oito, sete, um, nove, meia, vinte. Ou acesse RS vinte e um ponto com ponto BR barra revista Brasil Cristão. Você está assistindo. Bom dia sócio. a seguir. Seu nome é Maria Logo após, Shopping Católico. As Bíblias Sagradas Ave Maria estão presentes em todos os momentos da sua vida. E aqui no Shopping Católico, você encontra a versão letra maior. Esse modelo traz as letras em tamanho médio, para facilitar a leitura e está disponível em três versões. Prochura com capa plástica e também com zíper, nas cores marrom e rosa. Nela, você também encontra os mapas dos locais sagrados, orações diárias do cristão e muito mais. Bíblia Sagrada Ave Maria, letra maior. Adquira através do telefone, dezenove, três, oito, sete, um, nove, meia, vinte ou pelo site, Shopping Católico ponto com ponto BR. Fala, pessoal, tudo bem? Hoje, eu trago uma novidade muito interessante pra vocês. Você já deve ter visto esse Dinho na nossa programação, certo? Ele se chama QR Code. Ele é um código que permite que você, aí, da sua casa ou de onde estiver, consiga acessar um determinado conteúdo online, de forma rápida e fácil. Vou te explicar como que funciona. Acesse a loja virtual smartphone ou tablet e procure por leitor de QRCode e baixe de graça uma das opções, depois você pega seu aparelho, selecione o aplicativo, aponta a câmera para a televisão, onde está o QR Code e pronto, o conteúdo estará na palma de sua mão. Dependendo do tamanho da sua televisão você não precisa nem sair do sofá. É isso aí, é a Rede Século vinte e um inovando, levando a palavra de Deus e bons conteúdos a você em vários canais de comunicação. Aproveite e faça agora o download do aplicativo da Rede Século vinte e um. Acompanhe conosco nosso momento mariano de segunda a sexta às dezoito horas. Coloque aos pés de Maria suas intenções e pedidos. Dona Cilda, a senhora tava maravilhosa, um beijo grande, brigada pela sua fidelidade, por acompanhar a gente. Nossa, ela é superassim, gente, fiel, com material que ela recebe, com a revista. Muito obrigada pelo carinho e avó da nossa diretora, né? Vou ter que falar, sua neta é querida, mas a senhora é mais do que ela, tá? Um beijo, dona Alcida, brigada pelo carinho de vocês. Sócios, vocês tão nos acompanhando? Manda um vídeo pra nós, do jeitinho de, cadê a a Maria lá de Zacarias, Maria, grava um vídeo pra gente, cê tá sumida. A tá sempre participando, grava um vídeo da casa de vocês pra gente fazer de saída aqui pro intervalo, cês dizem, ó, aqui é, bom dia, a sócia tá indo pro intervalo, a gente volta loguinho, tá bom? Conta aqui pra gente, quem mais que sempre participa? A Geovania, a a Ilari, que anda meio sumidinha também, mandem os vídeos aqui que a gente põe tudo no ar, tá bom? pública. Você, sócio que tá ligando pra gente, telespectador e tá encontrando, de repente, alguma dificuldade pra falar com a gente, ou por alguma interferência na ligação, ou, às vezes, uma demora pra gente atender, é o seguinte, a gente tá mudando todo o nosso sistema aqui, de telefonia da associação e isso tá demandando um extra pra gente conseguir fazer tudo funcionar e atender todo mundo. Então, Esse serviço tá agora, tá um pouco instável, não se trata apenas das pessoas que estão fazendo os atendimentos, mas muito mais do nosso serviço que tá acontecendo aqui dentro. Então, queridos, por favor, tá? Se vocês tão em a gente pede desculpa e você pode se manifestar, também, de repente, pelo WhatsApp, falar aqui com a gente no Bom Dia Sócio, a gente tem mais esse serviço pra fazer, que é poder acolher vocês. Eu tenho recebido alguns telefonemas dizendo, olha, muito pra essa ligação, pra eu ser atendido. Então, ca gente aqui no WhatsApp, às vezes cê tá com a necessidade urgente. A gente quer regularizar tudo, mas a gente tá mudando o sistema, tá mudando esse funcionamento e a gente precisa da ajuda e da compreensão de vocês. São muitas pessoas que estão envolvidas nesse trabalho, são muitas pessoas que estão caprichando e fazendo o possível pra gente melhorar a nossa comunicação com vocês. Então, só um pouquinho de paciência e de e a gente agradece demais. Lembra, né? Eu tô aqui mostrando a cara e falando com vocês no ar, mas existem milhares de pessoas trabalhando aqui atrás, tá bom? Pessoas envolvidas diretamente com a gente, prestantes de serviço e eles estão batalhando muito pra poder acertar, pra gente poder falar melhor aí com vocês, tá bom? Recadinho dado, mas segue ligando, desiste de mim não, hein? Segue ligando aí, falando com a gente, por favor, manda no Face, manda no Whats, vai conversando com a gente. Muito bem, eu quero dar os parabéns, porque a gente tem que coisa mais linda. Voltamos, pensou o quê? Tamo de volta que os aniversariantes pode encher tela, fazer tudo que tem direito. Hoje, dia dois de março, nosso feliz aniversário vai pra Aurora da Silva, Felipe, Teresópolis, Rio de Janeiro, Genivaldo Silva dos Santos, Cachoeira, na Bahia, Lair Terezinha Rodrigues, Araquari, Minas Gerais, Marisol Lopes, Sertãozinho, São Paulo, Rosa Saraiva dos Santos, Campina da Lagoa, no Paraná feliz aniversário, parabéns, Deus abençoe. Eu sei que tem mais gente, eu sei queridos, mas aqui, como é o tempo, é muito rápido, eu vou ler alguns nomes representando os estados brasileiros, tá bom? Mas feliz aniversário pra todos vocês, muito obrigado pelo carinho, que Deus abençoe e que Deus cuide da vida de cada um de vocês. Meu agradecimento vai também pro José Carlos de Faria, de Araguari, Minas Gerais, acabou de se tornar um sócio, o nosso muito obrigada por tudo, Deus abençoe, tá? tornar-se sócio é ajudar na missão de evangelizar, tornar-se sócio e acreditar em Jesus Cristo, tornar-se sócio é dizer assim, a associação é feita pães humanas, mas o espírito que rege o espírito de Deus, tá bom gente? Muito obrigada pela participação também da Vera Lúcia, de Teresópolis, nossa sócia, pedindo pela saúde, eu tô pensando aqui no Rio de Janeiro e eu tava vendo o mapa de sócios do Brasil, a gente tem o mapa com a quantidade, como tem sócio no estado do Rio de Janeiro, gente. Muito obrigada pelo carinho de todos vocês de Sumaré pedindo oração, cura, libertação, Givanilton de gravata ou Gravatá, Pernambuco, pedindo paz e união, Maria de Angatuba também rezando aqui com a gente, pedindo pelo da pandemia, Neli de Viamão, Rio Grande do Sul, em ação de graças, pois ela está completando oitenta e cinco anos. De Chapecó, recuperação, recuperação do Geneci e por todos os doentes. Chapecó passando uma situação complicadíssima, né? Com o índice de eh de pessoas com e como a cidade também tá contaminando os arredores, porque muitas pessoas das cidades vizinhas vão trabalhar em Chapecó, a situação bastante delicada, eu tenho acompanhado bem de perto, é onde tem todos os meus familiares. Maria Rosário também, ela diz assim, viu Simone? Variana, porque nós merecemos uma segunda chance. Queria terminar o programa de trazendo uma, eu sei que cês tão participando muito também no WhatsApp, mas eu queria trazer uma reflexão aqui pra gente, pra gente pensar um pouquinho, né? A gente como cristão usa o símbolo da cruz, né? A gente como cristão no ambiente das nossas casas e a gente precisa pensar muito bem no que que esse símbolo representa pra todos nós, um Deus tão amoroso, um Deus tão apaixonado pela humanidade que entrega o seu filho pra redenção dos nossos pecados Mas a nossa fé não para na cruz. Jesus Cristo ressuscitou para a vida eterna. Só que a nossa vida segue o dinamismo da vida de Cristo. Nós também temos paixão, momentos de paixão, momentos de morte e momentos de ressurreição. Você quer nascer por uma vida nova? Você vai precisar encarar a cruz. Vai precisar olhar pra ela de frente. E cada um de nós sabe aonde aperta o sapato. Cada um de nós sabe onde dói a sua dor. Quando você fala em dar uma segunda chance pra alguém, é porque você vai precisar de uma segunda chance. Talvez, aquela pessoa pelo comportamento dela, naquela ocasião, ela não merece a sua segunda chance, mas lembra que um dia você vai precisar. e a gente não é tão bom assim que não precise pedir perdão, pedir desculpa, se reconciliar, começar de novo. Eu fico vendo o dinamismo do casamento, quem dentro de um casamento não aprender a perdoar, acho difícil. Quem dentro de uma relação de trabalho não aprender a conviver com os outros, vai vai ter uma doença queima a criação de um filho, não souber lidar e pedir desculpa pro filho de vez em quando também, tá? Porque nós também erramos, também vai ser complicado. Então, que a espiritualidade, que a fé nos ensine, gente, que estamos todos caminhando na estrada da vida, alguns tão lá na frente, outros lá atrás, outros na metade do caminho, mas ninguém é tão bom assim que não precise pedir perdão, dar perdão numa segunda chance. Vamos pra dona Hilar, a Hillary mandou mensagem, gente, é isso? Ou Maria, vamos dar oi pra Maria, então. Bom dia Sorte, bom dia Simone, vale a pena sim dar a segunda chance. Um abraço pra você, fica com Deus. Um abraço dona Maria, muito obrigada pela sua participação, que Deus abençoe a senhora, Heuri Cavalcante, primeiro temos que perdoar espiritualmente num guardar rancor, muito bom, sempre se por em lugar do outro pela situação e dar a segunda chance pro ser humano, porque ele é falho e em cada cabeça pensa de uma forma diferente, exatamente, né? A gente procura chegar num consenso, mas somos diferentes. A Edilson, bom dia, Simone, sim, a gente tem que dar uma nova chance pra outra pessoa. Opa, temos que dar mesmo o seu Edilson, muito obrigada pela participação aqui com a gente. A Mali, eu acho que as pessoas merecem uma segunda chance, pois a humildade começa a partir de mim. Se eu dou uma segunda eu estou dando uma oportunidade de um novo começo, muito bom. Um grande abraço, Simone, fica com Deus. Brigada, Marli. Beijo grande pra você, pra toda a sua família, brigada aqui com a gente e pela sua participação também. É isso, vamos refletir, pensa aí na sua vida, na sua história, às vezes que você precisou dar uma segunda chance pra alguém também. E vamos encerrar esse nosso programa de hoje, agradecendo o seu carinho, agradecendo a sua participação. Ô, brigada tá chegando aí um monte sócio novo, muito obrigada pela fidelidade de vocês. É, pra dar tchau pra gente, dá uma olhadinha aí no vídeo da Hilária. Bom dia, Hilária. Bom dia, Simone. Infelizmente, o programa termina aqui, né? Até amanhã e um ótimo dia pra todos. Tchau, Simone. Tchau, tchau, Hilária. Tchau, todo mundo. Brigada, gente. Até amanhã.

Posted 2 months ago in Religion & Spirituality