Santa Missa | AO VIVO 02/03/2021

Download MP4 SD 130.05MB
  • QR code for mobile device to download SD video

Assista √† Santa Missa ao vivo ūüďļ ūüôŹ
Faça sua oferta no www.rs21.com.br/doacoes ou pelo (0XX19) 3871.9620.
Seguimos unidos em oração por suas necessidades e...
Livre para todas as idades. Tema, espiritualidade. est√° chegando a hora da santa missa. Prepare o seu cora√ß√£o, abra-se a palavra de Deus e ao alimento espiritual que Deus quer dar a voc√™. Viva este momento intensamente. Participe conosco deste momento sublime de ora√ß√£o e amor derramados. louvado seja nosso senhor Jesus Cristo, Para sempre seja louvado. Mais uma vez juntos, sejam todos bem-vindos ao Audit√≥rio Paulo Ap√≥stolo e obrigado por voc√™ de casa, por abrir a sua resid√™ncia, o seu lar para esta transmiss√£o da Rede S√©culo vinte. Duas inten√ß√Ķes dos s√≥cios da associa√ß√£o do senhor Jesus, votos das m√£os ensanguentadas de Jesus. A liturgia de hoje, dia dois de mar√ßo, diz que Deus tem o cora√ß√£o aberto e disposto os que reconhecem e corrigem as pr√≥prias falhas. Celebremos com um sincero desejo de cultivar a humildade e a coer√™ncia no falar e tamb√©m no agir. Convido ent√£o voc√™ agora a acolhermos o presidente da santa missa padre Nilson Mota Corpo e Sara Em nome do pai e do filho e do Esp√≠rito Santo, am√©m. A gra√ßa de nosso senhor Jesus Cristo, o amor do pai e a comunh√£o do Esp√≠rito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. sejam bem-vindos a esta celebra√ß√£o eucar√≠stica, eu apresento as suas inten√ß√Ķes particulares, voc√™ que nos acompanha, quem coloco diante do altar as suas inten√ß√Ķes, rezo pela sa√ļde de Ilza Matias, em a√ß√£o de gra√ßas pelo anivers√°rio de Edson Freire e Luiz S√©rgio. S√©timo dia de falecimento de V√Ęnia Fortes, de Alfenas, Minas Gerais, s√©timo dia, Nat√°lia, Fernanda, Sorocaba, de Sorocaba, S√£o Paulo, s√©timo dia de Campinas, Francisca Maria da Concei√ß√£o, de Piracicaba. Todas essas inten√ß√Ķes, juntamente com todas as participa√ß√Ķes do programa Voc√™ Pode Ser Feliz, os novos s√≥cios, todos voc√™s coloco aqui diante do altar que do cora√ß√£o de Jesus todas as b√™n√ß√£os sejam derramadas sobre a sua vida e a vida de toda a sua fam√≠lia. Pra celebrar bem os santos mist√©rios da palavra e da eucaristia, pe√ßamos ao senhor que nos perdoe, reconhe√ßamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mist√©rios. Deus todo poderoso, tenha compaix√£o de n√≥s, perdoe os nossos pecados, nos conduza a vida eterna, am√©m. oremos Guardai, senhor Deus, a vossa igreja, com a vossa constante prote√ß√£o. E como a fraqueza humana desfalece sem vosso aux√≠lio, livrai-nos constantemente do mal e conduzi-nos pelos caminhos da salva√ß√£o. Por nosso senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Esp√≠rito Santo, am√©m. Liturgia da palavra. Como disc√≠pulos do reino come√ßamos a de Deus e tenhamos por √ļnico guia Jesus Cristo, o modelo de todo aquele que se p√Ķe a servi√ßo, atentos, ou√ßamos a palavra Leitura do livro do profeta Isa√≠as. Ouve a palavra do senhor magistrados e Sodoma, prestai ouvidos ao ensinamento do nosso Deus, povo de Gomorra. Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossas a√ß√Ķes de minha frente, deixai de fazer o mal, aprendei a fazer o bem, procurai o direito, corrigir o opressor, julgai a causa do √≥rf√£o, defendei a vi√ļva, vinde tamos, diz o senhor, ainda que vossos pecados sejam como p√ļrpura, tornar-se-√£o brancos como a neve, se forem vermelhos, como o Carmezim. Tornar-se-√£o como l√£, se consentir-se em obedecer, comereis as coisas boas da terra, mas se recusardes e vos rebelardes pela espada, sereis devorados, porque a boca do senhor falou, palavra do senhor. Gra√ßas a Deus Eu n√£o venho censurar teus sacrif√≠cios, pois sempre est√£o perante mim teus holocaustos. N√£o preciso dos novilhos de tua casa, nem dos carneiros que est√£o nos teus rebanhos. como ousas, repetir os meus preceitos e trazer minha alian√ßa em tua boca, tu que odiastes minhas leis e meus conselhos e deste as costas as palavras dos meus l√°bios. diante disso que fizestes eu calarei acaso pensas que eu sou igual a ti, √© disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos. quem me oferece um sacrif√≠cio de louvor, este sim √© que me honra de verdade, a todo homem que procede retamente, eu mostrarei a salva√ß√£o que vem de Deus. Cristo o senhor esteja convosco, ele est√° no meio de n√≥s. Proclama√ß√£o do evangelho de Jesus Cristo, segundo S√£o Mateus, gl√≥ria a v√≥s senhor. Naquele tempo Jesus falou as multid√Ķes e aos seus disc√≠pulos e lhes disse, os mestres da lei e os fariseus tem autoridade para interpretar a lei de Mois√©s, Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem mas n√£o emiteis suas a√ß√Ķes, pois eles falam e n√£o praticam, amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos n√£o est√£o dispostos a mov√™-los nem sequer com um dedo fazem todas as suas a√ß√Ķes s√≥ para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas com trechos da escritura na testa e nos bra√ßos. E p√Ķe na roupa longas franjas. Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas. Gostam de ser cumprimentados nas pra√ßas p√ļblicas e de serem chamados de mestres. Quanto a voz Nunca vos deixeis chamar de mestre, pois um s√≥ √© vosso mestre e todos v√≥s sois irm√£os. Na terra, n√£o chameis a ningu√©m de pai, pois o √© vosso pai, aquele que est√° nos c√©us, n√£o deixeis que vos chamem de guias, pois um s√≥ √© o vosso guia, Cristo, pelo contr√°rio, o maior dentre v√≥s, deve ser aquele que vos serve, quem se humilhar quem se exaltar ser√° humilhado e quem se humilhar ser√° exaltado. Palavra da salva√ß√£o, gl√≥ria a v√≥s senhor Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado. Caros irm√£os e irm√£s. o tempo da quaresma √© um tempo intenso de chamado a convers√£o. O senhor nos chama a uma mudan√ßa de vida, h√° uma mudan√ßa de mentalidade, seja a convers√£o no sentido de mudar de rota, de voltar a pr√°tica da lei, voltar a pr√°tica dos mandamentos, seja a convers√£o no sentido de voltar √†quela experi√™ncia primeira que tivemos com senhor e que nos chamou a viv√™ncia da vida nova. Mas chama-nos a aten√ß√£o hoje aquilo que o profeta Isa√≠as nos dirige atrav√©s da primeira leitura. Primeiro, dizendo, muito claro, lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos a√ß√Ķes da minha frente, deixar de fazer o mal, aprender a fazer o bem. √Č a ess√™ncia do per√≠odo quaresmal, convers√£o, √© o tempo necess√°rio para que mudemos de vida, √© o tempo necess√°rio pra que fa√ßamos o bem, pra que sejamos melhores, n√£o sigundu as nossas pr√≥prias capacidades, mas com a a√ß√£o da gra√ßa de Deus em n√≥s. √Č preciso ent√£o, mudar de vida. Quando o senhor diz assim, tirai a maldade de vossos cora√ß√Ķes, de vossas a√ß√Ķes da minha frente, lavai-vos, purificai-vos, deixai de fazer o mal, isso √© mudan√ßa de rota, mudan√ßa de mentalidade, que est√° a voltar a experi√™ncia primeira, aquela, aquela experi√™ncia que trouxe pra nossa vida um desejo de servir ao senhor, um desejo de santidade, nunca se esquecer disso. Per√≠odo quaresmal √© pra isso, tanto pra essa mudan√ßa de rota, como pra lembrar da experi√™ncia do primeiro amor e voltar a ele, pra n√£o deixar esfriar, arrefecer, a gra√ßa que o senhor colocou em nossos cora√ß√Ķes. Essa convers√£o passa pela ades√£o a palavra de nosso Jesus Cristo. Foi assim que Jesus come√ßou o seu minist√©rio p√ļblico, foi assim que come√ßou o evangelho de S√£o Marcos, l√° no in√≠cio da quaresma nos chamar dizendo, convertei-vos e crede no evangelho. √Č uma convers√£o para a palavra, pra ir ao encontro da palavra. E a√≠, n√≥s nos deparamos com essa passagem do evangelho maravilhosa pra nossa vida. Jesus diz assim, os mestres da lei tem autoridade para interpretar a lei de Mois√©s. Se os mestres da lei profundos conhecedores da sagrada escritura. Jesus ainda diz, por isso deveis observar tudo que eles dizem. Quer dizer, eles s√£o autoridade pra ensinar, uma autoridade pra levar as pessoas √† obedi√™ncia da lei, para entender o que Deus fala por meio da lei, por meio dos profetas, eles t√™m autoridade pra isso. Mas em seguida, Jesus d√° uma advert√™ncia. Essa advert√™ncia passa por essa palavra, mas n√£o emi as suas a√ß√Ķes, pois eles falam e n√£o praticam. Falta neles uma reta inten√ß√£o e que √© uma chamada de aten√ß√£o que Jesus faz pra mim e pra voc√™. Primeiro pra lembrar, que a refer√™ncia primeira pra toda a nossa vida crist√£ √© nosso senhor Jesus Cristo, n√£o tenha d√ļvida disso, mas isso n√£o nos exime de ser exemplo de santidade para os outros, pra que as pessoas, Jesus isso tamb√©m no serm√£o da das bem-aventuran√ßas pra que vendo as vossas boas obras, glorifiquem o pai que est√° nos c√©us. Ent√£o, as boas atitudes, o exemplo de vida crist√£ tem um objetivo e o objetivo √© esse, levar as pessoas a um encontro com o senhor, vendo as nossas boas obras, tenham um encontro com Cristo, vendo as nossas boas obras, glorifiquem o pai que t√° no c√©u. N√£o √© pra dizer assim, vendo as nossas boas obras, nos aplaudam dizendo, que bom, que lindo, que santinho, que ele √©. N√£o, os bons, o, o exemplo aqui de vida crist√£, a reta inten√ß√£o √© pra ser uma for√ßa de atra√ß√£o que as pessoas sejam conduzidas at√© Jesus, pra que vivam a vida de Cristo, pra que fa√ßam uma experi√™ncia com ele. Esse √© o objetivo, n√£o √© pra que os olhares se voltem pra n√≥s, pra que reconhe√ßam que n√≥s somos bons, um s√≥ √© bom, um s√≥ √© o guia, um s√≥ √© a refer√™ncia, √© Jesus, o Cristo. Por isso que Jesus chama a aten√ß√£o dessa forma, dizendo, olha, os fariseus, mestres da lei, eles falam muito bem da palavra, escutem, porque eles sabem, eles t√™m autoridade pra isso, mas n√£o emitem as suas a√ß√Ķes, pois e n√£o praticam? C√™ j√° imaginou como o mundo seria diferente, transformado se todos n√≥s correspond√™ssemos a palavra do senhor pra viver uma vida de santidade mesmo, n√£o s√≥ com palavras, n√£o s√≥ com o conhecimento, N√£o, mais do que isso, com a pr√≥pria vida, sendo sinal da presen√ßa de Deus. S√£o Paulo diz que o mundo g√™meo que em dores de parto, esperando a manifesta√ß√£o dos filhos de Deus. Anseia pela manifesta√ß√£o dos filhos de Deus. Quer dizer, todos sejamos uma presen√ßa de Deus no meio da sociedade. Que sejamos um sinal da presen√ßa de Deus. √Č isso que ele espera de n√≥s, essa mudan√ßa de mentalidade, essa convers√£o do per√≠odo quaresmal √© pra que eu e voc√™, voc√™ que nos acompanha a√≠ da sua casa, pra que eu e voc√™, voc√™ que nos aqui participando da miss pra que olhemos pra Jesus e tomemos uma firme decis√£o, viver de acordo com o evangelho, viver de acordo com o evangelho, levando as pessoas a partir do nosso exemplo a fazer uma experi√™ncia com Jesus. Depois sim, depois dessa experi√™ncia, primeira, elas v√£o ser alimentadas pela doutrina, como n√≥s o fomos, alimentados pela doutrina, mas primeiro eu preciso fazer uma experi√™ncia pessoal. E, √†s vezes, n√£o ser√° em primeiro lugar por uma prega√ß√£o em pra√ßa p√ļblica, n√£o ser√° que as pessoas far√£o uma experi√™ncia com Jesus, mas sim pelo nosso jeito de ser, pela nossa ao evangelho, sendo um exemplo pra vida dos outros. √Č ser o evangelho de Cristo andando pelas ruas, quando a gente vive a santidade, √© isso, n√≥s somos o sinal da presen√ßa de Deus pra vida dos nossos irm√£os. E olha que Jesus continua dizendo, dizendo a respeito dos fariseus, eles falam e n√£o praticam, eles amarram pesados fardos e colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos n√£o est√£o dispostos a mov√™-los nem sequer com o dedo. Quer dizer, coloca um peso de lei sobre os outros, dizendo, fa√ßam isso, fa√ßam isso, mas eles mesmos n√£o fazem aquilo que est√£o dizendo. E Jesus o chama de hip√≥critas, hipocrisia √© exatamente isso, colocar sobre os outros um peso de doutrina, colocar sobre os outros um peso t√£o grande, mas n√≥s mesmos n√£o vermos, √© preciso viver de acordo com o evangelho, mas lembrando sempre que a refer√™ncia primeira pra toda a nossa vida crist√£ √© nosso senhor Jesus Cristo. E continua falando ainda, eles usam, ali√°s, eles fazem todas as suas a√ß√Ķes s√≥ para serem vistos pelos outros, pra chamar aten√ß√£o para si, n√£o para a lei, pra chamar aten√ß√£o para si, n√£o para os mandamentos. Novamente, eu repi aquela palavra de nosso senhor, pratiquem as vossas boas obras diante dos homens, pra que vendo as vossas boas obras, glorifiquem a Deus, t√° vendo? Vendo as boas obras, n√£o glorifiquem ao homem, mas fa√ßam uma experi√™ncia com Deus, que √© diferente do que os fariseus e mestres da lei estavam fazendo aqui, eles fazem todas as suas a√ß√Ķes s√≥ para serem vistos pelos outros, s√≥ pra se mostrar, essa palavra mais, mais simples, mais popular, s√≥ pra se mostrar mesmo. E a√≠, continua dizendo assim, eles usam faixas largas com trechos das escrituras, na testa, nos bra√ßos, p√Ķe na roupa, longas franjas, gostam de lugar de honra nos banquetes, querem s√≥ aparecer, querem s√≥ aparecer. Essa, essas roupas, n√©? Com trechos da escritura, √© pra mostrar alguma coisa. E √†s vezes a gente precisa entender isso, √†s vezes a gente t√° carregado aqui de coisas, de, de, de aparatos, n√©? Com um crucifixo, com uma escrito coisa, escrito em nome de Jesus, tanta coisa, mas s√≥ pra mostrar, √© preciso mais do que isso, √© preciso viver de acordo com aquilo que n√≥s aprendemos, viver de acordo com o evangelho. Convers√£o √© isso, mudan√ßa de mentalidade, pra praticar a palavra de Deus. Santiago ex√≥rtanos, assim tamb√©m, que n√£o sejamos meros ouvintes da palavra, mas que sejamos praticantes, praticar a palavra. Esse √© um sinal de convers√£o e, com isso, consequentemente, daremos exemplo para o mundo, pra que o mundo seja transformado. Que a nossa vida seja um sinal da de Deus pra vida da sociedade. Que o evangelho esteja impregnado em nossas vidas pra que a partir do nosso exemplo as outras pessoas sejam conduzidas tamb√©m a nosso senhor Jesus Cristo. Que o Esp√≠rito Santo nos guie nesta caminhada quaresmal. Assim seja. Em nome do pai, do filho, do Esp√≠rito Santo. Am√©m. Humildemente apresentemos ao senhor as nossas preces. A nossa resposta √©, criai em n√≥s, senhor, um novo cora√ß√£o. Criar em n√≥s senhor Um novo cora√ß√£o. Pelas autoridades da igreja. Para que renovem o desejo de seguir fielmente o Cristo pobre, Casto e cumpridor da vontade do pai, rezemos. Criai, n√≥s, senhor, um novo cora√ß√£o. Pelos chefes das na√ß√Ķes, para que seguindo o caminho da justi√ßa, melhorem as condi√ß√Ķes de vida de todos os cidad√£os, rezemos. Criaim em n√≥s, senhor, um novo cora√ß√£o, pelos agentes de pastor para que exer√ßam suas fun√ß√Ķes com alegria e generosidade, rezemos. Criaim em n√≥s, senhor, um novo cora√ß√£o e tamb√©m pelas pessoas que sofrem exclus√£o social, para que encontrem nas autoridades competentes, empenho e gestos concretos para livr√°-las dessa situa√ß√£o, rezemos. Criai em n√≥s, senhor, um novo cora√ß√£o. Humildemente vos apresentamos, senhor, todas as nossas inten e colocamos na tua presen√ßa todos os pedidos, todas as pessoas que enviam pra c√° as suas inten√ß√Ķes, porque sabem que a ora√ß√£o tem poder. N√≥s confiamos, senhor, no no teu poder, na tua gra√ßa e pedimos que escuteis as nossas preces pelos m√©ritos de Jesus Cristo, vosso filho, que vive e reina para sempre. Am√©m. Am√©m. de toda a minha Por a√≠, irm√£os e irm√£s pra que o meu e o vosso sacrif√≠cio seja aceito por Deus pai todo poderoso, receba o senhor por tuas m√£os este sacrif√≠cio para a gl√≥ria do seu nome, para nosso bem e de toda santa igreja. Dignai-vos, √≥ Deus, santificar-nos por este sacramento, que ele nos cure dos v√≠cios terrenos e nos conduza para os bens celestes, por Cristo nosso senhor, am√©m. O senhor convosco, ele est√° no meio de n√≥s. Cora√ß√Ķes ao alto, o nosso cora√ß√£o est√° em Deus, demos gra√ßas ao senhor, nosso Deus. √Č nosso dever e nossa salva√ß√£o. Na verdade, √© justo e necess√°rio, √© nosso dever e salva√ß√£o Darvos Gra√ßas sempre e em todo o lugar. Senhor, pai santo, Deus eterno e todo poderoso por Cristo, senhor nosso. V√≥s acolheis nossa penit√™ncia como oferenda vossa gl√≥ria. O jejum e a abstin√™ncia que praticamos quebrando nosso orgulho nos convidam a imitar vossa miseric√≥rdia, repartindo o p√£o com os necessitados. Unidos a multid√£o dos anjos e dos santos n√≥s vos aclamamos cantando a uma s√≥ voz. santo, santo, santo senhor Deus o livre verso c√©u e a terra Na verdade, √≥, pai, v√≥s sois santo e fonte de toda a santidade. Santificai, pois estas oferendas, derramando sobre elas, o vosso esp√≠rito, a fim de que se tornem para n√≥s, o corpo e o sangue de Jesus Cristo, vosso filho e senhor nosso. Santificai, nossa oferenda, √≥, Senhor, estando para ser entregue e abra√ßando livremente a paix√£o, ele o p√£o deu gra√ßas e deu a seus disc√≠pulos dizendo tomai todos e comei. Isto √© o meu corpo que ser√° entregue por v√≥s. Do mesmo modo ao fim da ceia, ele tomou o c√°lice em suas m√£os, deu gra√ßas novamente e o deu a seus disc√≠pulos dizendo, tomai todos e bebei. Este √© o c√°lice do meu sangue, o sangue da nova e eterna alian√ßa que ser√° derramado por v√≥s e por todos para a remiss√£o dos pecados √© isto em mem√≥ria de mim. eis o mist√©rio da f√©. Todas as vezes que comemos deste p√£o e bebemos deste c√°lice, anunciamos, senhor, a vossa morte, enquanto esperamos a vossa vinda. Celebrando, pois, a mem√≥ria da morte e ressurrei√ß√£o do vosso filho, n√≥s vos oferecemos, √≥ pai, o p√£o da vida e o c√°lice da salva√ß√£o e vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na vossa e vos servir. Recebei, √≥, senhor, a nossa oferta. E n√≥s vos suplicamos que participando do corpo e sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Esp√≠rito Santo num s√≥ corpo. Fazei de n√≥s um s√≥ corpo e um s√≥ esp√≠rito. Lembrai-vos, √≥ pai da vossa igreja, que se faz presente pelo mundo inteiro, que ela cres√ßa na caridade com o Papa Francisco, com o nosso bispo Jo√£o In√°cio e todos os ministros do vosso povo. √≥ pai da vossa igreja. Lembrai-vos tamb√©m dos nossos irm√£os e irm√£s que morreram na esperan√ßa da ressurrei√ß√£o. V√Ęnia Fortes, Nat√°lia Fernanda, Alan de Teresa, Leme de Camargo, Jos√© Fernando Pessoa, Rose Prata, Francisca Maria da Concei√ß√£o e de todos os que partiram desta vida, acolhei-os junto a v√≥s na luz da vossa face, lembrai-vos √≥ pai, dos vossos filhos. Enfim, n√≥s vos pedimos, tende piedade de todos e da√≠ nos participar da vida eterna com a Virgem Maria m√£e de Deus, com S√£o Jos√© seu esposo, com santos ap√≥stolos e todos os que neste mundo vos serviram, a fim de vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, vosso filho. Concedei-nos o conv√≠vio dos eleitos, por Cristo, com Cristo, em Cristo, A voz, Deus, pai, todo poderoso, na unidade do Esp√≠rito Santo, toda honra e toda gl√≥ria agora e para sempre, am√©m. obedientes a palavra do senhor e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer, pai nosso que estais nos c√©us, santificado seja o vosso nome, venha a n√≥s, o vosso reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no c√©u. P√£o nosso de cada dia, nos dai hoje, Perdoai-nos as nossas ofensas, assim como n√≥s perdoamos a quem nos tem ofendido e n√£o nos deixeis cair em tenta√ß√£o, mas livrai-nos do mal. Livrai-nos de todos os males, √≥ pai e dai-nos hoje a nossa paz, ajudados pela vossa miseric√≥rdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto vivendo a esperan√ßa, aguardamos a vinda do Cristo Salvador, vosso √© o reino, o poder e a gl√≥ria para sempre. Senhor Jesus Cristo aos vossos eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz, n√£o olheis os nossos pecados, mas a f√© que anima vossa igreja, dai-lhe segundo vosso desejo, a paz e a unidade, v√≥s que sois Deus com o pai e o Esp√≠rito Santo, am√©m. A paz do senhor esteja sempre convosco, o amor de Cristo nos uniu corde Felizes os convidados para a ceia do senhor, eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Senhor, eu n√£o sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo. e o que fazer? e ser pra sempre um c√©u. oremos √≥ Deus, que a participa√ß√£o na mesa sagrada fa√ßa crescer em n√≥s o amor fraterno e nos assegure sempre o vosso aux√≠lio por Cristo, nosso senhor, am√©m. O senhor esteja convosco, ele est√° no meio de n√≥s, aben√ßoe-vos o Deus todo poderoso, pai e filho e Esp√≠rito Santo, am√©m. Em nome do senhor, ide em paz, o senhor vos acompanhe, gra√ßas a Deus E gostaria de lembrar que diariamente n√≥s temos a missa √†s sete e trinta, onze e quinze e dizenovi e quinze, exceto quinta-feira, quando temos a noite carism√°tica, √†s dizenovi e trinta. E lembrando que agora, na primeira sexta-feira do m√™s, a partir das dizenovi e trinta, teremos a missa do sagrado cora√ß√£o de Jesus, com o dom In√°cio Muller, diretamente da cidade de Sumar√©, na Par√≥quia S√£o Francisco, e aqui tamb√©m teremos a santa missa aqui na sede da Associa√ß√£o do Senhor Jesus. Domingo, teremos o louvemos o senhor com Eliana Ribeiro, di√°cono Luizinho e Ceci Portugal. E tamb√©m, lembrando que a missa deu, do domingo, ser√° apenas √†s √†s quinze e quarenta e cinco. A missa somente √†s quinze e quarenta e cinco. Obrigado pela sua companhia. Tenham todos uma boa tarde. Voc√™ assistiu santa missa a seguir. Santo do dia Logo ap√≥s, novena das m√£os ensanguentadas de Jesus. Ave Maria, cheia de gra√ßa o anjo apareceu Maria e ela disse sim o anjo do senhor anunciou Maria e ela concebeu do Esp√≠rito Santo, Ave Maria, cheia de gra√ßa, o senhor √© convosco bendito sois v√≥s entre as mulheres e bendito √© o fruto de vosso ventre, Jesus. Santa Maria m√£e de Deus, rogai por nossos pecadores, agora e na hora da nossa morte, am√©m. Eis aqui a escrava do senhor, fa√ßa-se em mim segundo a vossa palavra. Ave Maria cheia de gra√ßa, o senhor √© convosco, bendita sois vossa entre as mulheres e bendito √© o fruto de Jesus. Santa Maria, m√£e de Deus, sogai por n√≥s, pecadores, Agora, e na hora da nossa morte, am√©m. E o verbo se fez carne e Jesus habitou entre n√≥s. Ave Maria, cheia de gra√ßa, o senhor √© convosco, bendito sois v√≥s entre as mulheres, bendito √© o fruto de vosso vento, Jesus. Santa Maria, m√£e de Deus rogai por nosso pecadores, agora hora da nossa morte, am√©m. Rogai por n√≥s, santa m√£e de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo oremos. Derramai, √≥, Deus, a vossa gra√ßa e nossas almas, para que conhecendo pela mensagem do anjo, a encarna√ß√£o do vosso filho. Cheguemos por sua paix√£o de cruz, a gl√≥ria da ressurei√ß√£o. Por Cristo, nosso senhor. Am√©m. Gl√≥ria ao pai, ao filho e ao Esp√≠rito Santo, como era no princ√≠pio, agora e sempre, am√©m. Gl√≥ria ao pai, ao filho e ao Esp√≠rito Santo, como era no princ√≠pio agora e sempre, am√©m. Gl√≥ria ao pai, ao filho e ao Esp√≠rito Santo, como √© no princ√≠pio, agora e sempre. Am√©m.

Posted 2 months ago in Religion & Spirituality